11/05/12

PublicadoporemChina | 5Comentários

Muralha da China

Muralha da China

A primeira coisa mandatória em Beijing é visitar a Muralha. Existem vários caminhos para chegar até lá. O mais popular (e mais lotado também) é o caminho de Badaling. É o mais perto, o mais barato e dá para ir com ônibus público e também dá para pegar um cable car (teleférico). O problema é que esse caminho é lotado, muito lotado. Conheci um casal de chineses em Kyoto e eles me falaram para evitar essa parte da muralha principalmente durante o final de semana, porque é o dia que os chineses vão para lá. Uma coisa interessante é que a China é lotada de turistas, mas todos são em sua maioria asiáticos.

Eu não fiz o caminho de Badaling porque queria fotos exclusivas na Muralha. Um amigo já havia me recomendado o caminho de Simatai e esse era o caminho vendido no hostel que fiquei. Custou RMB  280 e não inclui almoço. Isso dá um pouco menos que U$50. E tinha um guia local que só falava mandarim, mas ía nos ajudando na travessia. Fizemos a travessia de Jinshanling para Simatai.

Importante – não é uma caminhada simples. É bem puxada, são 22 torres (percursos), muita subida, sendo que as últimas 4 torres são bem complicadas. Você tem que subir de joelhos, porque nem todos os degraus estão lá. Essa é a parte original da Muralha que não foi restaurada. Precisa estar preparado fisicamente para fazer esse percurso. Leve seu lanche, água e barras de chocolate e cereal porque você vai precisar. 

Existe um ditado chinês que diz que um homem só se torna homem de verdade quando caminha pela Muralha da China. Confesso que quando eu cheguei lá, lágrimas começaram a escorrer do meu rosto. Parece que a ficha só caiu lá. Percebi o quão longe eu tinha chegado e que de fato estava realizando um sonho de vida.




Vai para a China? Reserve seu hotel aqui pelo blog sem taxas extras.

 

Fernanda Souza é aquariana, brasileira e italiana, mas se considera uma cidadã do mundo. Apaixonada por viagens, fotografia, Londres e o pôr do sol, ela resolveu largar temporariamente o mundo corporativo e em seu ano sabático visitou 20 países. Ao todo já são 44 países carimbados em seus passaportes e ainda espera aumentar esse número.

  1. A Muralha foi o ponto alto da viagem, não tinha como não me emocionar! Queria muito ir a Simatai, mas está fechada para reformas até 2013, então não deu…

  2. Jorge Baptista says:

    Olá Fernanda…Estarei indo para a China a negócios em Abril, mas estou reservando uns 2 ou 3 dias(não posso mais do que isso) para visitar Pequim (vou para HK e Guangzhou 2 feiras de negócios). Você me indica algum hotel, que não precisa ser de alto luxo, e que eu posso lá conseguir um carro para ir á Muralha, e também á cidade proibida? Me dá umas dicas. É a primeira vez que vou á China e queria aproveitar esses 2 ou 3 dias. Te agradeço desde já.

    Jorge Baptista

Trackbacks/Pingbacks

  1. China | Preciso Viajar - [...] saber antes de ir para a China Quanto custam as coisas na China Chengdu …
  2. Vulcão Haleakala, Hawaii | Preciso Viajar - [...] blog, viu que eu quase morri na escalada do Franz Josef na Nova Zelândia e que a caminhada na …
  3. A Grande Muralha da China | tôpensandoemviajar - [...] existem duas outras partes da Muralha que podem ser visitadas, e estes dois blogs: Dri Everywhere e Preciso Viajar …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>