Existem alguns passeios bem populares nos arredores de Bangkok, entre eles – o floating market (mercado flutuante), a ponte do rio Kwai e o Tiger Temple. Eu comprei 1 tour que incluía as três coisas. Foi bem cansativo e eu achei um pouco decepcionante. Custou 600 baht com almoço incluso.

O mercado é totalmente voltado para os turistas, com preços bem elevados. Vale a pena pelas fotografias, mas eu achei meio sem graça. Ouvi dizer que existem mercados flutuantes dentro de Bangkok que funcionam bem no começo da manhã e são mercados para os tailandeses. Tenho certeza que deve ser mais interessante.

DSC00577


Depois do mercado, seguimos em direção a Kantchanaburi, onde fica localizado o Tiger Temple. Mas antes de chegarmos lá, paramos para almoçar e para conhecer a famosa Ponte do Rio Kwai (alguém viu o filme?). Eu adorei a ponte.

DSC00595

Depois da parada na ponte, seguimos em direção ao Tiger Temple. Comprei o tour especialmente por causa dos tigres, mas não consegui fazer o tour que eu queria porque estava sozinha. Eu sinceramente recomendo que vocês contratem um guia particular ou um “private tour”. Por que? Esse tour que eu fiz é muito longo, para em muitos lugares e quando finalmente chega no Tiger Temple, os monges já estão quase recolhendo os tigres. Sem contar que os filhotinhos já estão dormindo e você não pode visitá-los. Se você assim como eu é fã dos filhotes, sugiro que vá num tour particular que te deixe lá na hora do almoço deles, assim você pode alimentá-los.
DSC00612
DSC00622

Eu não tive essa sorte. Quando cheguei os tigres já estavam super cansados (esqueci de mencionar que o calor era simplesmente insuportável para nós humanos, imagine para os tigres).

DSC00637

Muita gente me perguntou como os tigres podem ser tão calmos. O que os monges dizem é que eles são criados desde filhotinhos com uma alimentação que consiste basicamente em leite e frango. Minha impressão é que alguns deles pareciam dopados.
Como o Tiger Temple é um lugar cheio de monges budistas, você também tem que se vestir de maneira respeitosa – ou seja, nada de bermuda ou blusas que mostrem os ombros.
Na hora da entrada da “área” dos tigres, você deve entregar sua máquina fotográfica a um dos voluntários e eles te acompanham no tour e tiram suas fotos. Eu não dei muita sorte com a minha guia, porque ela estava mais preocupada em falar no celular do que tirar fotos minhas com os tigres.
Ah, a entrada do Tiger Temple custa 500 baht e se você quiser uma foto especial com os tigres, prepare-se para gastar mais 1.000 baht.