Saiba onde é melhor se hospedar em Bangkok – capital da Tailândia:

Khaosan Road

Carinhosamente apelidada pelos mochileiros de Khaos San Road. Dispensa apresentações. É caótica, cheia de prostitutas e vendedores ambulantes e o volume sonoro é alto. O segredo é se hospedar na parte que não possui tantos barzinhos ou nas ruas paralelas. As coisas são mais baratas por lá, principalmente nas agências de turismo espalhadas pela rua. Lá na Khaosan Road é possível encontrar tudo aquilo que você nunca nem sonhou em ter, como um diploma falsificado de conclusão de curso na Harvard. Outra coisa boa dessa rua e das ruas paralelas é a quantidade de hotéis. Quem tiver disposição, pode chegar e ficar procurando um que agrade. E, a última vantagem é que dá para ir a pé para os principais pontos turísticos da cidade – o Grand Palace e o Emerald Budha.

Mas essa é uma rua para quem tem um espírito jovem e aventureiro. Ela é a meca dos mochileiros e o barulho em certas partes da rua beira o insuportável. Os únicos tailandeses que são vistos nessa rua são os vendedores e as prostitutas. O resto é turista ocidental. Para quem quer mais conforto e menos barulho, é melhor se hospedar em outras áreas. Outra coisa importante, a Khaosan não fica próxima do metrô.

Hotéis que fiquei e recomendo (clique nos nomes dos hotéis para acessar a página de cada um deles).

Confira todas as dicas da Tailândia

Rikka Inn

Reserve aqui: Um dos melhores hotéis custo x benefício da rua. Fica numa das partes tranquilas e não tão barulhentas. O hotel é simples, mas limpo. Os quartos são pequenos (mas isso é padrão em Bangkok) e wi-fi é grátis (o que também é raro em Bangkok). Tem uma piscina na cobertura que é uma mão na roda para se refrescar no calor da cidade.

Khaosan Palace Hotel

Reserve aqui: Esse eu recomendo com ressalvas. O hotel é grande e a ala mais nova (e consequentemente mais cara) tem os quartos não barulhentos. Os quartos virados para a rua são barulhentos e realmente não são bons. O hotel também é simples, mas limpo. Tem piscina e café da manhã.

Sleep Withinn

Reserve aqui: Esse é outro que eu recomendo com ressalvas. Ele fica na rua paralela à Khaosan Road e é bem legalzinho, simples, mas limpo. O problema é que se o quarto for virado para a rua, você não irá dormir. Caso queira ficar lá, confirme que ficará num quarto silencioso.

Dang Derm

Reserve aqui: Assim como o Rikka Inn, é simples, mas limpo. Tem uma piscina (muito boa) na cobertura. Eu fiquei num quarto virado para os fundos da Khaosan Road e dormi bem. Mas, os quartos de frente para a rua são barulhentos (como em todos os hotéis da rua).

Sukumvit Road

Se você vai fazer muitas compras em Bangkok, essa é a melhor região para você ficar. É uma região mais cara, cheia de shoppings e restaurantes de renome. Fica perto do metrô, mas é relativamente longe das áreas turísticas.

Siam Square

Também está perto do metrô e também é outra área para quem está interessado em compras. Tem várias lojas nessa região.

Eu indicaria o Ibis Bangkok Siam (reserve aqui). Gostei bastante do Ibis que fiquei em Riverside e acredito que os demais Ibis de Bangkok devem seguir a mesma linha. E o bom é que ele fica do lado de uma estação do metrô de superfície.

Riverside

É a região mais próxima do rio. É linda e a vista noturna é mais linda ainda, porém as opções de barraquinhas de comida de rua são basicamente de comidas feita para tailandeses que é totalmente diferente do que eles vendem nas barraquinhas da Khaosan Road, por exemplo.

Fiquei no Ibis Riverside (reserve aquie adorei o hotel. Escrevi um post só sobre ele Ibis Bangkok Riverside.

Silom

Outra região de Bangkok cheia de bares e restaurantes. Alguns amigos meus ficaram nessa região e gostaram.

 

Chinatown

Eu não conheço bem a área, mas sei que lá também é uma opção para quem procura hospedagem. Por experiência própria, evitaria ficar na Chinatown de quase todas as cidades que visitei.

 

 
Lembrou do seguro viagem? Ele é muito importante e obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado de Schengen e também em Cuba e Venezuela. Nos demais países também é recomendável a contratação, pois não podemos prever incidentes. Leia sobre minha internação na Tailândia. No caso dos Estados Unidos, por exemplo, o custo médico diário de uma internação fica na faixa dos U$2.000 (caríssimo). Para os EUA a contratação de um seguro com cobertura de U$1 milhão não é exagero. Além disso, o seguro é super útil nos casos de cancelamento de viagem e extravio de bagagem (para citar alguns exemplos). Uso o seguro da Assist Card (vendido com desconto pela Real Seguros) há anos. Precisei utilizar 4 vezes durante minha volta ao mundo e sempre fui muito bem atendida. Você pode cotar com eles sem compromisso e, caso opte pela contratação, pode pagar em 6 vezes sem juros no cartão ou com desconto de 5% no pagamento à vista.
Cada vez que você reserva algo com um dos nossos parceiros recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter atualizado e com novas dicas de viagem. Seguro viagem geral 728x90