Quem escolheu ir para Machu Picchu sem a trilha, inevitavelmente terá que pegar o trem para chegar em Aguas Calientes. Bom, existem outras opções como pegar carona até certo ponto da estrada e de lá ir andando até Aguas Calientes. Também me falaram de uma tal van que faz o caminho Cusco-Aguas Calientes, mas se você tem amor a vida, melhor ir de trem mesmo.

Eu já falei aqui que trem é uma boa opção para quem está com pouca bagagem, porque você não precisa fazer check in. O trem chega na estação, fica uns 5 minutos parado, você entra, acomoda sua bagagem e pronto! Pois é, no mundo inteiro é assim, menos nesse trem para Machu Picchu.

Para começar, você tem que fazer check in. Isso mesmo, check in no trem meia hora antes da partida e rola até controle de identidade (nunca vi isso em nenhum outro lugar do mundo). Fique atento ao seu vagão, pois ele está marcado no ticket.

Resumindo, o trem é feito para turistas, mas como os peruanos pagam muito menos do que nós, eles fazem esse controle de identidade só para ter certeza que nenhum turista espertinho pediu para um peruano comprar a passagem para ele.

Bom, depois que você entra no trem, ele começa a chacoalhar. É uma coisa bizarra porque o trem balança muito mesmo. E, para ajudar, parece que alguém está empurrando o trem. É bem lento. Duvida? Veja o vídeo!

Trem ida para Machu Picchu from Preciso Viajar on Vimeo.

Trem Aguas Calientes

Aparentemente só um trilho funciona, ou seja, se tem um trem indo e outro voltando, um dos trens tem que parar num recuo e esperar o outro trem passar. Por isso que 99% das vezes o trem atrasa.

Para quem sonha com uma viagem de puro glamour, eles têm um trem super vip chamado Orient Express. Um deles passou do meu lado e parecia ser muito legal. Eu encarei o simples. Na ida, foi servido um lanche e você pode até tomar Inca Kola grátis (uma experiência diferente, para dizer o mínimo). E também rola um salgadinho de banana frita e um snack de chocolate.

Inca Kola

O negócio é quase tóxico!

 

Trem Aguas Calientes

Lanchinho servido no trem

Agora legal mesmo foi a volta porque peguei um trem especial. Rolou um show com um palhaço, desfile de moda dos comissários (ou sei lá qual é o nome de quem trabalha no trem) e depois rolou venda de roupas produzidas especialmente para a Perurail. E no meu vagão tinha um grupo da melhor idade australiano e eles levaram até bolo. Como eu sei que ninguém acreditaria nessa história, eu gravei um vídeo. Simplesmente hilário!

Desfile de moda a bordo do trem

Se você nunca andou de trem, pode ter certeza que só no Peru o trem é desse jeito.

 
Lembrou do seguro viagem? Ele é um dos itens mais importantes da sua viagem. Ele é obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado de Schengen e também em Cuba e na Venezuela. Nos demais países em que ele não é obrigatório também é recomendável a contratação. No caso dos Estados Unidos, por exemplo, o custo médico diário de uma internação fica na faixa dos U$2.000. Para os Estados Unidos a contração de um seguro com cobertura de U$1 milhão não é exagero. Além disso, o seguro é muito útil nos casos de cancelamento de viagem, extravio de bagagem e assistência odontológica. Uso o seguro da Assist Card (vendido com desconto pela Real Seguros) há anos. Precisei utilizar 4 vezes durante minha volta ao mundo e sempre fui muito bem atendida. Você pode cotar com eles sem compromisso e caso decida pela contratação pode pagar em 6 vezes sem juros ou com desconto de 5% no pagamento à vista.  
Cada vez que você reserva algo com um dos nossos parceiros recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter atualizado e com novas dicas de viagem. Seguro viagem geral 728x90
Booking.com
 
Google+WhatsAppGoogle GmailKindle ItEmailLinkedInPrintFriendlyShare