06/03/13

PublicadoporemTextos | 15Comentários

Perdi meu passaporte. E agora?

Perdi meu passaporte. E agora?

Esse é o pior pesadelo que um viajante pode ter. Acredite! Nada é pior do que perder seu passaporte e acho que é ainda mais tenso quando você perde antes da viagem.

Pois então…semana passada tivemos um caso desses na minha família. Minha irmã e cunhado embarcaram num voo nacional de Curitiba para São Paulo pela manhã. Apresentaram os passaportes no momento do check-in (primeiro erro). Quando chegaram em São Paulo, passariam a tarde com parentes para retornar ao aeroporto às 21:00 hs para embarcar para os Estados Unidos.

Bom, esse era o plano. Mas a verdadeira história foi essa que contarei a seguir. Eles chegaram em São Paulo e perceberam que os passaportes tinham sumido. Fizeram o que todo mundo faria e reviraram mochila, bolsa e malas. Nada!

Aí, perceberam que os passaportes poderiam ter caído da mochila durante o voo e poderiam estar no compartimento de bagagens. Voltaram para o balcão da cia e pediram para eles verificarem se estava dentro do avião. O avião tinha ido para Belo Horizonte.

Momentos de tensão e faltando pouco mais de 10 horas para o embarque internacional, eles ficaram aguardando no aeroporto alguma resposta da companhia. E a resposta foi negativa. Ninguém tinha encontrado os passaportes.

Aí foi choradeira para tudo que é lado. Você planeja sua sonhada viagem durante meses, às vezes é a única viagem do ano e você perde o passaporte.

Como a cia alegou não ter encontrado os passaportes, eles foram fazer um BO (coisa que aliás, todo mundo tem que fazer caso o passaporte seja extraviado).

Não daria tempo de embarcar no voo internacional, visto que não havia tempo hábil para a confecção de novos passaportes, então eles resolverem cancelar os voos também. Até que eles tiveram a brilhante ideia de ligar para a cia novamente e, acredite se puderem, mas a cia tinha encontrado os passaportes.

Muito tempo se passou até essa confirmação que os passaportes estavam no aeroporto, então eles tiveram que voltar literalmente correndo para a o aeroporto para dar tempo de embarcar.

Só que o voo era para Miami. Estava com overbooking sim ou com certeza? A cia que não é boba, já tinha vendido os assentos da minha irmã e cunhado, mas ao que tudo indica, como eles cancelaram o voo no mesmo dia poderiam solicitar alteração no mesmo dia também (confesso que não entendi bem essa parte), mas para encurtar a história – eles receberam um upgrade e foram de executiva. O que prova a teoria que falei aqui – não é preciso estar bem vestido, é preciso ser a pessoa certa, na hora certa.

Essa história teve um incrível final feliz porque minha família é realmente sortuda. Mas para evitar passar pelo stress que eles passaram, deixo aqui algumas dicas.

1) Apresente o passaporte somente no momento do check-in internacional. Sério! É para isso que ele serve.

2) Passaporte deve sempre ficar no money belt (aquela pochete interna) nos momentos que antecedem a viagem. Acredite, é muito melhor tê-lo grudado no seu corpo do que dentro de uma bolsa ou mochila.

3) Sempre viaje com uma cópia do seu passaporte (fotocópia) e uma cópia digitalizada. Se não tiver como escanear, tire uma foto do passaporte (página de identificação e as páginas que tiverem vistos). Mande um e-mail para você mesmo com essa cópia digitalizada.

4) Muita gente já me perguntou como eu fazia durante a volta ao mundo. Se deixava o passaporte no hostel/hotel ou se carregava comigo. Eu tenho 2 passaportes (brasileiro e italiano). Deixava o que não tinha o carimbo de entrada no país que eu estava trancado dentro do hostel e andava com o que tinha o carimbo de entrada dentro do money belt. Por mais que me roubassem, sabia que a chance de uma violência física era mínima e que no máximo levariam minha bolsa, mas o passaporte nunca ficava lá. Por que eu fazia isso? Porque era a única chance de eu provar que eu era eu mesma e que estava legalmente no país. Muita gente não gosta de andar com o passaporte durante as viagens, mas eu me sinto mais segura, até porque costumo ficar em quartos compartilhados e a segurança é bem menor do que ficar num quarto privativo com cofre. Mas essa é a minha opinião. Tá cheio de gente recomendando que você deixe o passaporte no hotel e saia com cópias. Eu prefiro o contrário.

Tá, e se mesmo assim você perder ou roubarem teu passaporte. O que fazer?

Vá até a polícia e faça um BO. Isso serve para qualquer país. Se estiver no exterior, vá até o Consulado ou Embaixada  do Brasil com o BO e solicite um passaporte de urgência, caso vá continuar a viagem por outros países.

O único inconveniente é que você consegue um novo passaporte rapidamente, mas não consegue os vistos. Aconteceu com um amigo, por exemplo. Ele teve o passaporte roubado e no passaporte tinha um visto da Índia. Ele até conseguiu emitir um novo passaporte, mas teve que mudar radicalmente o roteiro, pois não conseguiu outro visto para a Índia.

Caso não vá continuar viagem por outros países e vá voltar para o Brasil, existe um jeito mais barato do que solicitar um novo passaporte. É solicitar uma autorização de retorno. Eu fiz isso quando roubaram meu passaporte (que estava dentro da bolsa) em Amsterdam. É uma carta (bem simples e sem foto). Na minha humilde opinião, é até um absurdo deixarem você entrar no país com essa cartinha, mas Brasil é Brasil e eu não tive problemas. E fiz um novo passaporte brasileiro na PF quando voltei.

Mas todo cuidado é pouco! Tome muito cuidado com seu passaporte e evite a dor de cabeça de ter que lidar com essa burocracia antes ou depois da viagem.

Obs – imagem retirada do site Wikepedia.

Fernanda Souza é aquariana, brasileira e italiana, mas se considera uma cidadã do mundo. Apaixonada por viagens, fotografia, Londres e o pôr do sol, ela resolveu largar temporariamente o mundo corporativo e em seu ano sabático visitou 20 países. Ao todo já são 44 países carimbados em seus passaportes e ainda espera aumentar esse número.

  1. Adorei Fernanda!!! Mutuo obrigada pelas dicas!!

  2. Que barra, ehim? e ao mesmo tempo muita sorte de encontrarem os passaportes. eu sou paranoica, morro de medo de perder e a cada 5 minutos fico verificando se o mesmo está no bom lugar e pergunto ao marido: está com o passaporte? Guardou? E ele também é assim.
    Em viagens também preferimos andar com os passaportes ao invés de deixar no hotel, pois mesmo em cofre eles podem “desaparecer”. Tudo que é mais importante, como passaportes, passagens e coisas do tipo ficam sempre com a gente.

    • Foi desesperador, mas eles tiveram sorte mesmo.
      Eu quando viajo com os 2 passaportes, faço o que falei no post. Mas, sou bem paranoica também e não desgrudo do passaporte. rs

  3. Fernanda, votei em você. Vai conseguir. Gostei também da entrevista na tv. Você consegue ser uma ótima consultora, conhece, posta tópicos relevantes, interessantes, de forma criativa e é ágil nas respostas. Tem o meu maior apreço. Obrigada, comprei as passagens para tailandia hj e a força e o conforto que minimiza o receio que eu tive devo em grande parte ao que você compartilha, seu tranalho e sua paixão, e lógico, da forma como você o faz. Parabéns mais uma vez e chega de rasgação de seda rs. Se conseguir boas fotos de lá te envio.

    • Oi Ana! Obrigada pelo voto e pelo que escreveu.
      Fique tranquila que Tailândia é bem tranquila. Você vai amar. É muito mais fácil viajar por lá do que por aqui.
      E conseguir boas fotos lá não é difícil. rs
      bjs

  4. Adoro seus posts educativos. Tb tenho o hábito de andar com meu ppt comigo para onde quer q eu vá. É sempre mais seguro.

    Bjus.

  5. Francisco Neto says:

    Acabei de passar um susto, achando que tinha perdido meu passaporte aqui nos EUA, que tem apenas um visto americano com 10 anos de validade, mil coisas passaram na cabeca, imagina quantos terroristas, traficantes e afins nao querem por a mao num desses, sou completamente paranoico, ainda mais aqui nos EUA, e minha dica para os viajantes, sigam as dicas da Fernanda !!!

    E se o pior realmente acontecer, respire fundo, mantenha a mente traquila e corra atras do prejuizo !!!

    Obrigado Fernanda !!

  6. É terrível hein???
    Rezei mais do que nunca quando meu Filho viajou pra “Rússia”(Novosibirsk)Capital da Sibéria.Fiquei muito preocupado em algo dar errado na viagem com ele,E o tal do Passaporte,Era o pior deles…

  7. Jamile Mamed says:

    Oi, Fernanda, tudo bom? Então, no final desse ano, vou fazer um mochilão pelos EUA, só que pra isso preciso tirar o visto e uma das exigências é que eu tenha em mãos todos os passaportes que eu já tive, certo? Só que em uma das minhas mudanças acabei perdendo o meu primeiro passaporte e só tenho o segundo (que ainda é válido). Como você acha que eu devo proceder? Aguardo resposta, beijão.

  8. Oi, Fernanda! Adorei conhecer o seu blog. Sou paranóica com o passaporte assim como vc e deixo ele na doleira O TEMPO TODO ahahah o problema é que em praia num rola, né?? Como você faz com o passaporte quando tem que ir à praia/piscina, por exemplo??
    Bjs!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>