22/04/13

PublicadoporemCompras, Estados Unidos | 23Comentários

Como levar o dinheiro numa viagem para os EUA

Como levar o dinheiro numa viagem para os EUA

Essa é uma pergunta recorrente aqui no blog. Vira e mexe, alguém me pergunta como deve levar o dinheiro na viagem. Fiz um post geral explicando como eu fiz na volta ao mundo, mas acho que no caso dos Estados Unidos, vale um post a parte.

EUA é o país do cartão. Eles aceitam cartão em tudo que é lugar e de todas as bandeiras. Então, coloque seu dinheiro num cartão pré-pago sem medo de ser feliz. As vantagens desse cartão são: o dólar costuma ser mais barato que o de papel, e se você perder o cartão, você pode cancelar. A desvantagem é que nem todos os estabelecimentos pedem a senha e isso pode ser um problema caso você perca o cartão e demore para cancelar.

Outra vantagem (e acho que muita gente não sabe) é que se você quiser fazer saques no cartão, não precisa necessariamente pagar a taxa de saque que costuma ser de U$2,5.

Como assim?

Supermercados e farmácias grandes costumam oferecer o serviço chamado cash back aos clientes. Funciona assim: você vai no Walmart e sua compra dá U$30. Aí, na hora que você passar o cartão, vai aparecer a mensagem perguntando se você quer cash back. Você aperta o yes e ele te mostra alguns valores. Vamos supor que você queira U$40. Aí, o total da sua compra fica U$70 (é isso que será descontado no seu cartão), mas o funcionário te dará os U$40 que você solicitou em dinheiro.

É um serviço fantástico! Eu usava sempre na Austrália (é o mesmo esquema) e quase nunca precisava sacar dinheiro no caixa automático.

Sei que facilita muito a vida dos clientes que não precisam ir em outro lugar sacar dinheiro e ainda é um bom “jeitinho” para não pagar as taxas de saque.

Antes que me perguntem, já adianto que não sei o nome de todos os estabelecimentos dos EUA que oferecem esse serviço, mas usei no Walmart, Walgreens e Foodland. Outra coisa: os saques são limitados a determinadas quantias. Nem adianta tentar sacar U$2.000 no mercado que não vai dar certo.

E, eu sempre viajo também com um pouco de dinheiro, pois é sempre necessário para pagar ônibus, metrô, táxi, etc., logo que você chega no país.

Minha recomendação para os EUA seria cartão pré-pago (qualquer bandeira) e um pouco de dinheiro. Cartão de crédito não está compensando por causa do IOF. Mas, eu sempre levo para uma emergência.

Outro detalhe que eu acho que muita gente não sabe. Já expliquei aqui nesse post que caso você peça reembolso de uma compra, o dinheiro volta sim para o cartão pré-pago. A loja faz o estorno na hora, mas já adianto que demora em média 24 horas para esse dinheiro entrar novamente no cartão (às vezes demora até 48 horas), mas ele volta sim. Exemplo bem recente (abril de 2013). Comprei um produto errado na The Body Shop e fui lá e devolvi e eles fizeram o estorno e recebi o dinheiro no cartão 24 horas depois.

Já usei as bandeiras Visa, MasterCard e American Express nos cartões pré-pagos. Tive problemas com a bandeira Amex fora dos EUA pois não é uma bandeira muito comum.

*Imagem em destaque retirada do site www.freepik.com

Vai para os EUA? Veja aqui mais de 1.000 sugestões de hotéis. 

 


Fernanda Souza é aquariana, brasileira e italiana, mas se considera uma cidadã do mundo. Apaixonada por viagens, fotografia, Londres e o pôr do sol, ela resolveu largar temporariamente o mundo corporativo e em seu ano sabático visitou 20 países. Ao todo já são 44 países carimbados em seus passaportes e ainda espera aumentar esse número.

  1. Oi Fernanda! Qual o limite permitido para os turistas entrarem com US$ (papel) no EUA? Ouvi dizer US$ 5 mil por pessoa, é isso?

    • Fernanda, usei o Amex na Argentina, e de fato, é muito prático e seguro. Outra vangatem em relação ao cartão de crédito, é que, em caso de maxi-desvalorização do real, você não terá “surpresas” no pagamento da fatura (no nosso país, sempre tem esse risco, né?).

      Jean, o limite desse cartão é de US$ 20,000.00, que você poderia carregar aqui no Brasil, e gastar lá. Mas o limite total, isso eu não sei também (aliás, prá entrar lá não deve ter limite, pois é do interesse deles, mas prá sair do Brasil é provável que tenha algum limite – ao menos seria o mais lógico, prá evitar evasão de divisas).

      • Mas existe um limite para entrar com dinheiro vivo nos EUA. Acho que no formulário da alfândega tem essa informação. No meu guia gratuito dos EUA, tem esse guia. Dá uma olhada lá. É só clicar no anúncio na home.

  2. será que funciona na europa?

  3. Fernanda, no caso de sobrar saldo do cartão pré-pago, ao retornar de viagem, como funciona a restituição ? É tranquilo ?

    • Você pode sacar o restante aqui (vai perder na conversão obviamente). Eu sempre deixei o saldo no cartão, mas fiquei sabendo que agora tem cartão cobrando taxa de inatividade (tipo, se você fica meses sem usar o cartão). Se você for para os EUA e sobrar, tente sacar lá e volte com dólar em dinheiro. Sempre melhor (eu acho).

  4. Oi, Fernanda! Vc já colocou dinheiro no pré-pago via transferência online? Se sim, pode me indicar a casa de câmbio?

    Bjs,

    @Line_23

    • Já coloquei. Você tem que fazer um doc da sua conta para a conta da casa de câmbio ou então deixar uma procuração (isso eu nunca tentei). Eu tenho usado mais o Amex do Itaú, porque consigo uma taxa um pouco mais barata por ser cliente deles. No Itaú rola até fazer pelo internet banking.

      • Eu uso o HSBC, mas não sou Premier que tem mais facilidades. Já deixei procuração para minha mãe carregar meu cartão. Sempre levo o cartão de débito, mas me seguro para usá-lo, até porque meu pacote bancário me limita a um valor de uso por dia. Se não me engano, a Cotação (casa que sempre compro dólar) não aceita doc. Tô a procura de outra, mas tbm vou ver se vejo no HSBC se melhorando meu pacote, tenho mais vantagens. Obrigada, viu? Bjs

        • A Confidence aceita doc, mas tive tanto problemas com eles e a cotação é sempre a pior de todas que não recomendo. Mas, eles aceitam. Tem a Flex de Curitiba, mas é uma casa daqui.

          • A Confidence uma amiga me indicou, mas é tenso mesmo!Já tive problemas também. Aqui no Rio a melhor cotação é na Casa Aliança. Sempre acesso o site deles para ver quanto está a moeda, aí ligo para a Cotação e eles fazem pelo mesmo valor ;). Vou ver se lá na Aliança eles fazem doc. Do contrário, é deixar o cartão com minha mãe mesmo. Valeu pela troca de ideias, Fernanda. Bjoo

  5. Fernanda, vou viajar sozinho para os EUA e meu pai vai me entragar o Ourocard Visa TravelMoney que está no nome dele, vai ter algum problema eu usar um cartão de credito em nome do meu pai lá ou eles pedem passaporte na hora de passar o cartão? Obrigado

  6. Olá, eu vou levar para os Estados Unidos uns 3 a 4 mil reais. E um cartão de crédito com limite de 9 mil reais, porém está no nome da minha mãe. Posso entrar com esse dinheiro. Detalhe é que vou ficar quase 1 mês lá, na casa de uma amiga.
    É de certeza eu entrar? Ou também precisarei de travel cheks? Ou o cartão de crédito já seria o suficiente, com esse limite?

  7. Parabéns pelo excelente trabalho em seu site! Citei um artigo de vocês aqui → http://bit.ly/1edEJI1

  8. Olá!
    Gostaria de saber como eu faço para adquirir esse cartão pré pago?

    Grata.

  9. Olá, se eu recarregar esse cartão pré-pago, se eu não gastar todo o dinheiro que eu coloquei nele e depois quando eu voltar da viagem, eu posso pedir esse dinheiro em espécie?

  10. Maurício says:

    Pessoal, agora não compensa mais cartão pre pago, pois o mesmo está com taxa de iof igual a de cartão de crédito agora. Então aproveite para ganhar umas milhas e use crédito já que vai dar no mesmo… Abraços

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>