Parece ser um problema do mundo: os lugares mais bonitos são sempre os de acesso remoto, vide o Royal National Park em Sydney.

Que fique claro: sou fã do transporte público de Sydney. Acho que é bastante completo. As linhas de trem vão para muitos lugares e os ônibus completam os trechos que faltam, mas existem parques (na verdade praias que foram transformadas em parques nacionais) que possuem acesso mais remoto. Ou seja, você precisará necessariamente de carro para conhecer esses paraísos.

O Royal National Park é um deles. Ele fica para lá de Cronulla (que é outra praia que merece a visita e felizmente o trem chega até ela). Caso você decida visitá-lo, reserve um dia inteiro para isso, porque ele fica a uma hora de distância do centro da cidade e porque tem muita coisa para fazer por lá.

Royal National Park

Royal National Park

Vá de tênis (mesmo que esteja muito calor e você pretenda pegar sol na praia). A trilha da costa é sensacional e você vai andar muito.

Royal National Park

Paisagens de tirar o fôlego! Comecei a duvidar do ditado que diz que Deus é brasileiro. Não sei não. Fiquei com a impressão que ele é australiano.

Royal National Park

Royal National Park

As praias são rústicas. O contraste do verde da mata e do azul da água é para deixar qualquer um boquiaberto.

Royal National Park

O parque cobra uma entrada fixa por carro (pouco mais de A$ 10). Você pode usufruir das instalações do parque até o fechamento. Caso queira, é possível acampar e você deve pagar uma taxa extra.

Dica: leve comida e faça um piquenique. Eles possuem várias mesas exatamente para esse fim. Aliás, se tem uma coisa que australiano adora (fora a praia, obviamente é o piquenique).

Por favor, não esqueça do protetor solar, boné e água. Muita água. Você vai lembrar disso no final da trilha.

Royal National Park

Veja outras atrações em Sydney

  
Lembrou do seguro viagem? Ele é muito importante e obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado de Schengen e também em Cuba e Venezuela. Nos demais países também é recomendável a contratação, pois não podemos prever incidentes. Leia sobre minha internação na Tailândia. No caso dos Estados Unidos, por exemplo, o custo médico diário de uma internação fica na faixa dos U$2.000 (caríssimo). Para os EUA a contratação de um seguro com cobertura de U$1 milhão não é exagero. Além disso, o seguro é super útil nos casos de cancelamento de viagem e extravio de bagagem (para citar alguns exemplos). Uso o seguro da Assist Card (vendido com desconto pela Real Seguros) há anos. Precisei utilizar 4 vezes durante minha volta ao mundo e sempre fui muito bem atendida. Você pode cotar com eles sem compromisso e, caso opte pela contratação, pode pagar em 6 vezes sem juros no cartão ou com desconto de 5% no pagamento à vista.
Cada vez que você reserva algo com um dos nossos parceiros recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter atualizado e com novas dicas de viagem. Seguro viagem geral 728x90