Escolher um hotel em Dubai não é das tarefas mais simples já que a cidade oferece muitas regiões para a hospedagem. Estive pela quarta vez em Dubai em novembro e dessa vez me hospedei na região de Deira, área mais antiga da cidade e próxima ao aeroporto. Como fiquei apenas 2 dias em Dubai e meus voos chegaram e saíram muito cedo, a opção mais lógica era me hospedar em um bairro próximo ao aeroporto, minimizando os gastos com táxi (já que estava com bastante bagagem) e o tempo de deslocamento até outra região já que o trânsito em Dubai é intenso.

Hotel em Dubai – JW Marriott Dubai

Localização

O JW Marriott Dubai fica próximo ao aeroporto, mas nem tão próximo a ponto de se escutar o barulho dos aviões. Fica próximo aos souks (mercados de ouro, especiarias, perfumes) e o melhor na minha opinião: próximo ao metrô, estação Abu Bakr Al Seddiq, linha verde. É bem fácil fazer a conexão com a linha vermelha. Basta pegar a linha verde sentido Creek e descer na estação Union. De lá você vai para o Burj Khalifa, Mall of the Emirates, Dubai Marina, IBN Batuta Mall, etc.

Estrutura

Por fora é o tipo de hotel que você não dá nada, mas quando entrei já me surpreendi. O hotel segue a linha “megalomaníaca” de Dubai. Luxo em todos os ambientes, decoração árabe e 11 restaurantes. Comi em 2 deles (depois escreverei sobre isso) e gostei bastante. O único porém do hotel é ter como única área externa a piscina. Só que pensando racionalmente, com o calor que faz em Dubai, essa é a opção mais lógica, pois você sempre está em um ambiente climatizado.

hotel em dubai

Lobby

hotel em dubai

Quarto

Fiquei na suíte executiva, um quarto de categoria superior, com algumas regalias inclusas na diária, como acesso a um lounge executivo com direito a snacks e bebidas não alcoólicas, entrega de jornal todas as manhãs e serviço de transfer para o aeroporto. O quarto dessa categoria é simplesmente gigantesco. Na verdade são 3 ambientes: banheiro, sala e quarto. Fica mais fácil perceber a grandeza do quarto assistindo o vídeo abaixo.

 


Na sala, uma mesa de trabalho, sofá, televisão e uma mesinha que todo dia era reposta com algum “mimo”. Recebi um prato de frutas e depois um prato de doces.

hotel em dubai

Visão da sala e quarto

hotel-em-dubai-15

 

O quarto é separado da sala por uma porta de correr e lá dentro tem mais uma televisão (ótimo para casais que não chegam a um consenso de qual programa assistir ou quem está com filhos), duas poltronas e uma cama king size que dá vontade de importar para casa.

hotel-em-dubai-1

 

Um menu de travesseiros também fica à disposição dos hóspedes. Ah! Quando eu chegava no quarto a cama já estava “aberta” e o lençol viradinho me esperando. Ah! E um prato de docinhos me desejando boa noite também.

hotel

 

O banheiro também tem um tamanho bem razoável, uma ducha excelente, banheira e um kit bem completo de amenities: shampoo, condicionador, sabonete, espuma para banho, kit de higiene dental (inclusive com enxaguante bucal) e um kit de cotonetes e algodão.

 

hotel em dubai

 

Outra coisa que gostei bastante: café, chá e algumas garrafas de água mineral como cortesia. No meu quarto eram 3 garrafas cortesia. No último dia, acordei atrasada e não tive tempo para tomar café da manhã, comi os doces deixados no quarto e fiz um chá. Saí com o copo plástico “to go” oferecido pelo hotel.

 

hotel em dubai

Detalhes do quarto

O cofre fica dentro do armário, assim como o frigobar.

Piscina e Academia

A academia eu não usei, apenas passei por ela a caminho da piscina, que fica no terraço.

Já a piscina me deu vontade de ficar lá o dia inteiro. Adorei o ambiente! Lembrando que essa é a única parte externa do hotel. Todo o resto é “indoor” e climatizado.

E aquela vontade de ficar a tarde inteira na piscina, como lidar? #jwmarriottdubai

Uma foto publicada por Preciso Viajar (@precisoviajar) em

 

hotel em dubai

Wi-Fi

O wi-fi é livre só nas áreas públicas do hotel. O acesso nos quartos é pago. Infelizmente muitos hotéis de luxo ainda adotam essa prática.

Serviço

Precisei bastante da ajuda do concierge e ele foi muito solícito, me dando mapas da cidade e explicando como fazer as baldeações do metrô. Ele também me informou sobre os preços dos bilhetes e já me recomendou a compra do passe diário quando disse qual seria meu itinerário do dia. Atendimento nota 10!

Eu tinha reserva para jantar no Cucina (um dos restaurantes do hotel) e precisei cancelar porque não estava me sentindo muito bem. Na hora que liguei para cancelar, o funcionário já atendeu “Hello, Miss Souza. How can I help you?”. (Olá, Srta. Souza. Como posso ajudá-la?”. Quando expliquei que queria cancelar a reserva porque não estava me sentindo bem, ele perguntou se era gripe (percebeu pela minha voz) e perguntou se eu gostaria que ele enviasse uma xícara de água quente e limão para o quarto. Uns 5 minutos depois, um outro funcionário bateu na minha porta com a xícara de água quente e o limão. Fiz um chá e fui dormir. Achei o atendimento realmente muito diferenciado.

Café da Manhã

Por um lado até agradeço por ter ficado poucos dias em Dubai, porque se tivesse ficado mais alguns teria engordado muito. Eu adoro comida árabe e quando vi o buffet do café da manhã saiu aquele sorriso.

hotel em dubai

Além de todas as opções ocidentais possíveis para deixar qualquer um feliz de manhã, frutas cortadinhas (a preguiçosa aqui agradece) e iogurte natural, ainda tinha uma parte só com comida árabe. Pão sírio, hummus, coalhada, babaganoush e muito mais. Uma perdição!

hotel em dubai

hotel em dubai

Parte do buffet de café da manhã

Informações

Endereço: Abu Baker Al Siddique Rd, Deira

Estação do metrô mais próxima: Abu Bakr Al Seddiq, linha verde.

Táxi do aeroporto para o hotel: 40 AED (é cobrada uma taxa de 20 AED só para sair de táxi do aeroporto)

Táxi do hotel para o aeroporto: 20 AED

Site: JW Marriott Dubai

* Agradeço o convite do JW Marriott Hotel Dubai, mas o relato é isento e retrata a minha real experiência no hotel. 

 

Importante

Lembrou do seguro viagem? Ele é muito importante e obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado de Schengen e também em Cuba e Venezuela. Nos demais países também é recomendável a contratação, pois não podemos prever incidentes. Leia sobre minha internação na Tailândia. No caso dos Estados Unidos, por exemplo, o custo médico diário de uma internação fica na faixa dos U$2.000 (caríssimo). Para os EUA a contratação de um seguro com cobertura de U$1 milhão não é exagero. Além disso, o seguro é super útil nos casos de cancelamento de viagem e extravio de bagagem (para citar alguns exemplos). Uso o seguro da Assist Card há anos (faça sua cotação). Precisei utilizar 4 vezes durante minha volta ao mundo e sempre fui muito bem atendida. Você pode cotar com eles sem compromisso e, caso opte pela contratação, ainda tem 5% de desconto utilizando o cupom PRECISOVIAJAR5.
  Cada vez que você reserva algo com um dos nossos parceiros recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter atualizado e com novas dicas de viagem. Comparar