Home CroáciaLagos Plitvice Tudo sobre os Lagos Plitvice

Tudo sobre os Lagos Plitvice

por Fernanda

Atualizado em

A Croácia é um país repleto de belezas naturais e culturais. Além de cidades incríveis, que preservam as características originais – algumas com séculos de existência – o país guarda várias surpresas. Uma delas são os Lagos Plitvice, um conjunto de lagos interligados entre si.

Recentemente fiz uma viagem para a Grécia (Atenas, Creta, Santorini e Kefalonia) e acabei incluindo a Croácia no roteiro por causa dos Lagos Plitvice que sonhava tanto conhecer. Vou falar ao longo do texto  tudo sobre os Lagos Plitvice, mostrando onde eles estão localizados, como chegar até eles e o que fazer quando estiver por lá.

Para facilitar o planejamento do seu roteiro, separei também algumas opções de passeios bate-volta que podem ser feitos a partir de cidades próximas, como a capital Zagreb, Zadar e até mesmo Split.

    • lagos plitvice croácia

      Foto: Pixabay.

      Tudo sobre os Lagos Plitvice

      Onde ficam os Lagos Plitvice

      Talvez você nunca tenha imaginado que uma das maiores belezas naturais do mundo esteja escondida na Croácia. Localizado no leste da Europa, esse país abriga muitas atrações que despertam o interesse dos turistas.

      A Croácia faz fronteira com a Eslovênia, Hungria, Sérvia, Bósnia e Herzegovina e Montenegro (este último também visitei em maio e amei). A Croácia é banhada pelo Mar Adriático e faz fronteira marítima com a Itália pelo golfo de Trieste.

      Os lagos ficam na região central da Croácia, a 118 km de Zadar e a 130 km de Zagreb. Essas são as cidades-base mais populares para quem procura um passeio bate-volta para os lagos.

      Mas o passeio também pode ser feito a partir de Split, que fica a aproximadamente 250 km do Parque Nacional. Foi o que fiz. Na verdade eu só tinha um dia disponível no meu roteiro para visitar os Lagos e estava hospedada em Split. Era o famoso pegar ou largar, conhecer ou não conhecer. Tive um azar tremendo porque peguei chuva todos os dias na Croácia. Eu já tinha comprado meu passeio de 1 dia para os Lagos com a Get your Guide e até poderia ter cancelado 1 dia antes do passeio, mas pensei: eu vim para Croácia só por causa desses lagos e eu vou mesmo com chuva. E fui mesmo.

      Mesmo sendo cansativo, recomendo o bate-volta de Split ou até mesmo a ida de Split para os lagos e depois a continuação até Zagreb. A Get your Guide oferece essa opção de passeio também.

      Outra opção se você tiver mais tempo disponível no roteiro é pernoitar na região dos lagos. O passeio fica mais gostoso e bem menos cansativo. Há dois hotéis dentro do parque, são eles: Hotel Plitvice (RESERVE AQUI) e Hotel Jezero (RESERVE AQUI).

      Melhor época para visitar os Lagos Plitvice

      De maneira geral, diria que é melhor visitar os lagos durante os meses de verão europeu (julho, agosto e setembro). Apesar da super lotação no parque, as chances de dias ensolarados são muito maiores. Historicamente julho e agosto são os meses mais secos na Croácia.

      Os meses de primavera e outono também podem ser interessantes, mas são instáveis. Eu, por exemplo, estive na Croácia no final de maio/19 (primavera) e peguei chuva todos os dias. Foi horrível!

      Nos meses mais frios, apenas a entrada 1 fica aberta aos visitantes. Esteja atento a isso caso deseje visitar os lagos durante essa época. Saiba também que – historicamente –  novembro e dezembro são considerados os meses mais chuvosos da Croácia.

      Um dia chuvoso em maio…

      O que são os Lagos Plitvice

      O Parque Nacional que abriga os Lagos Plitvice possui um total de 16 lagos interligados entre si. A coloração da água é incrível. Tons de verde difíceis de esquecer.  E olha que fiz o passeio debaixo de muita chuva, mas sobre essa experiência – quase – traumática falarei mais para a frente. Dizem também que durante os dias ensolarados a água assume também tons de azul.

      De ponto em ponto no leito do rio, os lagos formam cachoeiras que levam os turistas a loucura. A maior cachoeira tem várias quedas de água e abrange um total de 12 lagos.

      Os lagos são divididos em “Upper Lakes” (lagos superiores) e “Lower Lakes” (lagos inferiores). Os lagos superiores são: Proscansko, Ciginovac, Okrugljak, Batinovac, Veliko, Malo, Vir, Galovac, Milino, Gradinsko, Veliki Burget e Kozjak. E os lagos inferiores são: Kaluderovac, Milanovac, Gavanovac e Novakovica Brod.

      O nível de altura dos lagos vai mudando ao longo do leito do rio. A diferença entre o lago Kozjak e o Proscansko (último e primeiro, respectivamente) é de 100 metros de altura. A formação das cachoeiras ocorre justamente em razão da diferença de altitude. É tanta beleza que o Parque Nacional dos Lagos Plitvice é patrimônio da Unesco e considerado por muitos a atração mais bonita da Croácia.

      Como chegar aos Lagos Plitvice

      Existem várias maneiras de chegar aos Lagos Plitvice. São elas:

      Carro

      A opção mais cômoda é chegar aos lagos de carro. Quem escolhe ir de carro pode utilizar a autoestrada A1. Ela é rápida, com pista dupla e pedagiada. Em certo ponto do percurso é necessário deixar a autopista A1 e seguir pela estrada D1. A estrada é bem sinalizada (atenção ao nome croata dos lagos – Plitvicka Jezera). Sugiro o uso dos Apps Google Maps ou Waze para facilitar a orientação.

      Dentro do parque há dois estacionamentos (um em cada entrada) e eles são cobrados por hora. Cada hora de estacionamento custa 7 Kunas.

      Ônibus

      Existem muitos horários e linhas que levam diretamente aos lagos, saindo de Zagreb, Zadar e Split. Você pode fazer um bate-volta ou pernoitar na região dos lagos.

      Caso queira fazer um bate-volta é importante estar atento aos horários de partida, especialmente da região dos lagos. Um amigo meu perdeu o último ônibus para Zagreb e foi obrigado a dormir próximo aos lagos e procurar uma acomodação literalmente de última hora. Acabou encontrando uma oferta de um quarto na casa de um croata e por lá ficou.

      Saindo de Split você encontrará algumas opções de ônibus para os lagos. O tempo de viagem varia de 4h a 6h30. Existem no mínimo quatro linhas todos os dias. O preço é de aproximadamente 130 Kunas.

      Saindo de Zagreb você terá mais opções de horários e ônibus. São pelo menos 10 linhas todos os dias. A saída ocorre no terminal rodoviário da capital. O valor do bilhete é de aproximadamente 90 Kunas.

      Embora muita gente tenha me falado que os ônibus não eram tão pontuais, eu peguei um ônibus de Dubrovnik para Split e saiu no horário. Aliás, saiu até alguns minutos antes do horário. Portanto, a minha dica é estar na rodoviária com pelo menos uns 20 minutos de antecedência para evitar contratempos.

      Excursão

      Devido ao meu roteiro apertado, condições climáticas não favoráveis, acabei optando por contratar um passeio de excursão mesmo. O ponto de encontro era muito próximo do hotel onde eu estava hospedada em Split. Fiquei no Pellegrini Luxury Rooms (RESERVE AQUI) e gostei bastante. O hotel é bem central, os quartos são bem espaçosos, modernos e aconchegantes.

      pellegrini luxury rooms split

      Quarto do Pellegrini Luxury Rooms

      Existem várias empresas locais que oferecem pacotes de ida e volta para os lagos. Eu acabei reservando pela Get your Guide mesmo, pela praticidade e facilidade de pagamento e também por causa do cancelamento gratuito oferecido na maioria dos passeios. Geralmente eles deixam cancelar sem multa com 24 horas de antecedência.

      Comprei esse passeio aqui –   Excursão Lagos Plitvice saindo de Split   –  e gostei bastante. O passeio saiu pontualmente, o ônibus era bem confortável e eu adorei o guia Silvio. Acredito que ele fez diferença na viagem.  Paguei 80 euros no final de maio/19. No passeio estavam inclusos o transporte até o parque nacional, a entrada do parque e o guia que nos acompanhou o passeio inteiro. O almoço não estava incluso. Na volta para Split, paramos em um restaurante no meio do caminho. Foi a melhor refeição que comi na Croácia e achei o preço honesto (um prato muito bem servido de peixe + 1 taça de vinho custou aproximadamente 16 euros). Há também outras opções de passeios mais baratos que basicamente oferecem só o transporte até o parque.

      restaurante vila velebita

      Restaurante Vila Velebita em Rudanovac

      Ingresso para os Lagos

      Atenção, para entrar na região dos lagos é preciso pagar. O valor varia de acordo com a época do ano, sendo mais barato no inverno e mais caro no verão. O preço para adultos, por um dia, flutua entre 60 a 250  Kunas durante o ano. Crianças de até 7 anos entram de graça. Fui no final de maio e paguei 100 Kunas para entrar (aproximadamente 13 euros). Durante a alta temporada esse valor sobe consideravelmente, então esteja atento a isso.

      Moeda da Croácia

      A Croácia faz parte da União Europeia, porém não está na zona euro. A moeda do país é a Kuna Croata (HRK). Em maio de 2019, a melhor cotação que consegui foi de 1 euro = 7,30 Kunas. Precisa trocar a moeda ou eles aceitam euros? Olha, precisa sim trocar. Os poucos lugares que aceitam euro não usam um câmbio muito favorável.

      O que fazer nos Lagos

      Agora que você já sabe onde estão localizados os Lagos Plitvice e como chegar até lá, está na hora de descobrir o que fazer dentro do Parque Nacional. Existem diversos circuitos interligando os lagos e cabe a você escolher um deles.

      Há várias passarelas de madeira interligando os lagos. Particularmente achei até um pouco perigoso, principalmente porque visitei o parque durante um dia de muita chuva.  O guia orientou o grupo o tempo todo a tomar cuidado ao atravessar as passarelas, porque elas são bem estreitas. Aliás, acho imprescindível fazer um seguro viagem para a Croácia, porque se acontecer algum acidente você estará protegido.

      lagos plitvice na croácia

      As passarelas são bem estreitas

      Dá para visitar os lagos com crianças, mas é preciso prestar bastante atenção. No meu grupo tinha uma mãe viajando com sua filha de uns 7 anos. Em certos pontos, o guia inclusive recomendou que a mãe não levasse a filha ou caso quisesse ir até o ponto da cachoeira que deixasse a filha com ele. Esse mesmo cuidado serve também para idosos. O fluxo de pessoas é intenso. E olha que eu fui em um dia de chuva e o parque não estava tão cheio assim. Fiquei com medo de imaginar como fica o parque em um dia de sol da alta temporada.

      Circuitos dos Lagos

      Bom, voltando aos circuitos dos lagos. Os circuitos que fazem parte do parque ecológico recebem letras para identificação. São 4 circuitos a partir da entrada 1 marcados em verde (A, B, C e K) e 4 circuitos (E, F, H e K) a partir da entrada 2 marcados em laranja.

      Quem visita os Lagos Plitvice com a intenção de fazer uma caminhada mais curta pode optar pelo circuito A. A distância total é de 3,5 km, aproximadamente 2 horas de caminhada. Já a trilha K, é a maior de todas e tem 18,3 km de extensão. São necessárias 8 horas para fazer a travessia completa.

      Não lembro do guia mencionar qual trilha estávamos fazendo, mas acredito que a minha trilha tenha sido a E. Comecei o caminho nos lagos superiores, peguei o barco e achei que o passeio inclusive tinha acabado. Juro que pensei: mas é só isso? A parte dos lagos superiores não é tão impactante assim. Quando descemos do barco, o guia explicou que o melhor do passeio estava por vir. E estava mesmo. É na parte dos lagos inferiores que fica o ponto mais concorrido do Parque Nacional –  a “Great Waterfall” – (a maior cachoeira dos lagos e da própria Croácia).

      Vale a pena pensar em qual será o seu circuito antes mesmo de chegar ao parque. Assim você já terá uma ideia de quanto tempo passará lá dentro e poderá programar a sua volta para a cidade onde está hospedado.

      Site oficial: https://np-plitvicka-jezera.hr/en/

      Como se orientar dentro do Parque

      Nas entradas do parque há mapas mostrando o percurso. Para os percursos mais curtos, uma olhada no mapa do parque pode ser suficiente para guiar o trajeto.

      Mas se escolher uma trilha mais longa, eu recomendo que você compre um mapa em um dos centros de apoio ao visitante.  Como eu já disse, eu fui com um guia, então isso facilitou bastante. Ele nos dava as orientações da trilha e marcava um ponto de encontro em determinado horário. Como eu ando muito rápido, era sempre uma das primeiras a chegar no ponto de encontro. Aliás, aproveito para dizer que as horas da trilha são realmente estimadas. Eu fiz o trajeto em menos tempo do que o estimado.

      Sei que lá pelas tantas, perdemos um senhor em uma das passarelas. A esposa ficou desesperada e o guia foi super solícito e foi lá e encontrou o senhor. Nesse meio tempo, não vi um funcionário do parque em nenhuma parte das trilhas. Ou seja, se o casal estivesse sozinho, o final poderia não ter sido tão feliz.

      Sinceramente, considerando que essa é a atração mais visitada da Croácia, eu acho que tem muita coisa que precisa ser melhorada. A sinalização é uma delas. As passarelas também.

      Informações sobre todos os circuitos: https://np-plitvicka-jezera.hr/en/plan-your-visit/activities/lake-tour-programmes/

      Deslocamento dentro do Parque Nacional

      Dentro do parque não é necessário caminhar o tempo todo. Os Lagos Plitvice contam com meios de transporte interno que facilitam muito a vida de quem está cansado ou simplesmente não quer fazer todo o trajeto andando.

      Existem duas opções: ônibus elétrico (que o parque chama de trem) e barcos elétricos (utilizados para cruzar o Lago Kozjak). O valor da entrada do parque inclui esses meios de transporte. Basta apresentar o bilhete para usufruir dessa comodidade. Eu andei de barco duas vezes. A última volta foi mais demorada e sofrida porque chovia muito e a chuva estava bem gelada, mesmo no final de maio, que supostamente já era para estar calor e tempo firme.

      barco nos lagos plitvice

      Barco atravessando os lagos. Foto: Pixabay.

      Infraestrutura: alimentação e banheiros

      Basicamente toda a estrutura de cafés, lanchonetes e banheiros estão concentradas nas duas entradas e no píer de onde saem os barcos. As lanchonetes são bem caras e não possuem tanta variedade de comida, portanto a minha dica é que você leve um lanche na mochila e água mineral.

      Dependendo da trilha que você escolher, pode demorar até duas horas para encontrar um banheiro, então antes de começar a trilha, vá ao banheiro.

      Vale a pena visitar os Lagos Plitvice com chuva?

      Eu admito que no dia passei muita raiva e me arrependi de ter ido visitar os lagos, porque o passeio envolveu doses muito elevadas de perrengue. Passei muito frio, a chuva molhou meus tênis, eu estava congelada ao fim do passeio . Mas agora que a raiva já passou, eu diria que: é óbvio que é muito melhor visitar os lagos em um dia ensolarado. Nem se compara a cor dos lagos em um dia de sol com um dia de chuva como o que eu peguei. Mas o lugar fica feio em um dia de chuva? Não, não fica. A chuva atrapalha o passeio? Atrapalha sim, principalmente porque os turistas ficam com seus guarda-chuvas abertos e você corre o risco de ser “alfinetado” por um. História real, aconteceu comigo.

      lagos plitvice

      Um dia chuvoso nos lagos

      Então minha dica seria a seguinte: tem mais dias no roteiro? Vá para os lagos ou em um dia ensolarado ou ao menos em um dia nublado. Não tem dias sobrando e a única oportunidade que tem de conhecer os lagos é em um dia chuvoso? Então vá mesmo assim, mas bem ciente dos perrengues. Tente ir o mais preparado possível. Leve capa de chuva, um par extra de meias e calçado na mochila para trocar após o fim do passeio e vá na vibe de “é melhor conhecer esse lugar com chuva do que não conhecer”.

       Resumo do Passeio aos Lagos Plitvice 

      ✔ As melhores cidades-base para um bate-volta aos lagos são Zagreb e Zadar. Mas também é possível fazer um bate-volta de Split (é mais cansativo, porém viável).

      ✔ Dê uma olhada em todas as opções de trilhas e tente escolher qual irá fazer antes mesmo de chegar ao Parque Nacional.

      ✔ Leve lanche e muita água mineral.

      ✔ Se for visitar o parque nos meses mais quentes, leve protetor solar, boné e óculos de sol.

      ✔ Leve um casaco, porque a temperatura no Parque Nacional costuma ser um pouco menor que nas outras cidades da Croácia.

      ✔ Essa é a atração mais popular da Croácia, portanto esteja preparado para filas e multidões.

      ✔ Se for visitar o Parque Nacional durante a alta temporada é extremamente recomendável comprar o ingresso com antecedência.

20 comentários
0

20 comentários

ana paula 4 de agosto de 2019 - 22:12

Nossa os Lagos Plitvice são realmente maravilhosos e lindos, também vou incluir no meu roteiro por lá. Obrigada!

Reply
Fernanda 4 de agosto de 2019 - 22:35

Espero que você tenha mais sorte que eu e pegue um dia bem ensolarado.

Reply
Ruthia Portelinha 5 de agosto de 2019 - 05:14

Apesar da chuva, os Lagos Plitvice não desiludiram. As fotos ficaram lindas. Aliás, tenho lido maravilhas sobre a Croácia. Vou salvar nos favoritos para quando for para aqueles lados.

Reply
Fernanda 5 de agosto de 2019 - 20:40

Sim, mesmo com chuva a cor da água é impressionante.

Reply
Diego Cabraitz Arena 5 de agosto de 2019 - 16:10

Uallll. Todas as vezes que vejo fotos dos Lagos Plitvice eu me pergunto o porque de não ter ido visitalo ainda .
Adorei todas as dicas!

Reply
Fernanda 5 de agosto de 2019 - 20:38

É um lugar único mesmo. Vale a visita!

Reply
Andrea 5 de agosto de 2019 - 18:41

Que lindo estes lagos da Croácia! Fiquei imaginando a sensação de ver eles ao vivo.

Reply
Fernanda 5 de agosto de 2019 - 20:39

É realmente muito bonito!

Reply
VICTORIA M FARINA 5 de agosto de 2019 - 18:57

Passamos pelos Lagos Plitvice em nossa viagem pela Croácia mas não conseguimos visitar daquela vez, com certeza ficará para a próxima. Que absurdo de lindo e obrigada pelas dicas.

Reply
Fernanda 5 de agosto de 2019 - 20:39

Eu quero voltar. Quem sabe em uma próxima viagem eu consiga um dia lindo de sol 🙂

Reply
Itamar Japa 5 de agosto de 2019 - 22:43

Lindo demais! Confesso que não já tinha visto algumas fotos deste lugar, mas não sabia que eram os Lagos Plitvice. Adorei o post, primeiro que li a respeito! Espero ter a oportunidade de conhecer um dia.

Reply
Fernanda 5 de agosto de 2019 - 22:48

Espero que conheça, porque é realmente muito lindo.

Reply
Angelica Ribeiro 6 de agosto de 2019 - 00:51

Que lindos esses Lagos Plitvice, ainda não fui a Croácia, mas todos os amigos que já visitaram voltaram encantados, quero muito conhecer! Destinos ligados a natureza são os meus favoritos! Adorei as dicas!

Reply
Fernanda 6 de agosto de 2019 - 08:28

Vale a pena conhecer.

Reply
Mary Hergert 8 de agosto de 2019 - 07:29

Estive lá em junho de 2017… Partimos de Zagreb, bem cedinho, pegamos o ônibus das 6 na rodoviária. Tem muitas opções de horario! Optamos por ir cedinho para evitar multidões e deu super certo! Conseguimos ver com calma, tirar muitas fotos, parar para contemplar… É lógico que a hora que o sol chega com toda sua força, você tem outras cores, mais lindas ainda… Mas foi muito acertado chegar cedo.. fizemos uma trilha de 4 horas (não me lembro a letra). Mas ao chegar no ponto de partida, estavam chegando muitos, mas muitos ônibus mesmo! Tomamos uma cerveja no restaurante ao lado do parque e, para padrões croatas, é bem mais caro mesmo! Esperamos o ônibus no ponto e voltamos. Ficamos com medo de não ter passagens e tal, então compramos a ida e a volta no dia anterior. Mas creio que não seria tão necessário. Também incluímos a Croácia em nosso roteiro pelo parque e faria de novo mil vezes! Acho que entre todas minhas andanças foi o lugar mais incrível que conhecemos! É de parar e ficar de boca aberta mesmo! Demos sorte de estar um dia lindo (que realmente ficou bem quente lá pelas 14:00).. água, boné e protetor solar são imprescindíveis! Mas acho que se estivesse chovendo, faria como você, iria mesmo! Excelente post! Como todas as suas postagens!

Reply
Fernanda 8 de agosto de 2019 - 08:55

Olá, Mary! Eu achei a Croácia bem cara. Acho que porque estava vindo de ilhas baratas na Grécia. Se eu tivesse desistido de algo na Croácia por causa da chuva eu não teria saído dos hotéis. Hahahaha. Peguei chuva todos os dias. Sol na Croácia eu só peguei no aeroporto quando estava indo embora. Muito azar, mas mesmo assim adorei os Lagos Plitvice. O lugar é lindo! Obrigada por compartilhar a sua experiência também.

Reply
Polliana Ribeiro 12 de agosto de 2019 - 08:58

Tô sempre tentando incluir a Croácia em um roteiro, mas ainda não deu certo. Espero que até o ano que vem consiga ir. Porque se os Lagos Plitvice são lindos assim com mau tempo… imagina com dias ensolarados. 🙂

Reply
Fernanda 12 de agosto de 2019 - 21:21

Com sol deve ser realmente maravilhoso.

Reply
Alessandra 12 de agosto de 2019 - 10:46

Adorei o texto sobre os lagos Plitvice na Croácia, eles realmente são lindíssimos. Tenho muita vontade de conhecer e seu texto vai ajudar bastante no roteiro, obrigada por compartilhar.

Reply
Fernanda 12 de agosto de 2019 - 21:22

Vale a pena colocar na lista.

Reply

Deixe um Comentário