Home Hospedagem Onde ficar em Londres

Onde ficar em Londres

por Fernanda

Atualizado em

Escolher onde ficar em Londres não é uma tarefa fácil. Apesar da cidade ter inúmeros hotéis, os que possuem uma boa relação de custo x benefício e principalmente uma ótima localização estão sempre ocupados. Com a libra pela hora da morte, não dá nem coragem de usar o termo “barato” para definir um hotel decente. Hoje, depois de todas as minhas andanças (e todos meus perrengues dormindo em alguns muquifos em Londres), digo apenas uma coisa: pesquise, leia com calma todas as avaliações e só então reserve o seu hotel.

Desconfie de hotéis na zona 1 baratos demais. Londres é uma das cidades mais visitadas do mundo e tem opções de hospedagem para todos os bolsos, mas você tem que pesquisar muito e ficar atento ao que outros turistas estão falando sobre o hotel. Vale a máxima: quanto antes reservar a sua hospedagem, maiores são as chances de garantir bons preços até porque normalmente a demanda ultrapassa a oferta, especialmente nos hotéis mais econômicos.

Onde ficar em Londres: entenda as regiões

Em primeiro lugar quero deixar claro que Londres é uma cidade enorme e inevitavelmente você precisará utilizar o transporte público para chegar em determinadas atrações. Ao contrário de outras cidades europeias onde um “centro histórico” acaba concentrando basicamente todas as atrações da cidade em Londres não é bem assim.  Veja o mapa abaixo com os distritos para entender a grandiosidade de Londres.

onde ficar em londres

Mapa das regiões de Londres. Foto: Shutterstock.

Ao longo do texto vou detalhar as principais regiões para hospedagem em Londres. Caso queira ir direto para um bairro específico é só clicar no nome do bairro.

      1. Westminster e Victoria
      2. West End
      3. Paddington, Bayswater e Marylebone
      4. Kensington e Chelsea
      5. East London e Shoreditch
      6. City
      7. King’s Cross e Camden Town

    Como se locomover em Londres

    Os ônibus vermelhos de 2 andares são mega famosos, mas para trajetos longos opte pelo metrô (conhecido por tube). O trânsito em Londres é intenso e pegar apenas ônibus fará você perder muito tempo de deslocamento. Eu particularmente acho o transporte público de Londres muito eficiente, mas as pessoas que moram lá vão discordar dessa minha afirmação e vão dizer que além de ser muito caro, algumas linhas do metrô vivem em reforma ou há muitos atrasos. É bom frisar também que nos horários de pico os metrôs são muito lotados. Dependendo da quantidade de dias e atrações que pretende visitar em Londres vale a pena considerar a compra do London Pass. 

    metro de londres

    Metrô de Londres – Tube

    As zonas do metrô de Londres

    Uma vez em Londres você vai escutar com frequência sobre as zonas. Calma, porque não é o que você está pensando. Londres é dividida em zonas concêntricas para o metrô. O mapa do metrô é dividido nas zonas: 1 e 2 (são as mais centrais) e zonas 3, 4, 5 e 6. Lembrando que quanto mais para fora do mapa, mais periféricas e caras são as zonas.

    Uma coisa é morar em Londres e morar fora das zonas 1 e 2. Outra coisa bem diferente é fazer turismo em Londres e ficar hospedado fora das zonas 1 e 2.  Por isso eu recomendo fortemente ficar hospedado dentro nas zonas centrais (preferencialmente zona 1) e próximo a alguma estação do metrô. Além de economizar dinheiro no transporte público, afinal circular dentro das zonas centrais é mais barato do que nas outras, você vai economizar tempo nas baldeações de metrô e ainda terá a vantagem de conhecer muita coisa a pé, pois muitas atrações ficam dentro das zonas 1 e 2.

    O problema é que essa região das zonas 1 e 2 é bem grandinha, o que continua dificultando a tarefa de escolher onde ficar em Londres. Abaixo coloco o mapa do metrô (apenas a zona 1). Veja como é uma região grande.

    onde ficar em londres

    Zona 1 metrô de Londres

    Hospedagem em Londres: bairros centrais

    Antes de mais nada, gostaria de dizer que não há um bairro favorito absoluto de onde ficar em Londres, tudo vai depender do seu estilo, do seu orçamento e do que pretende visitar na cidade. Vou colocar aqui as principais regiões de onde ficar em Londres, considerando a localização, oferta de hotéis e proximidade dos pontos turísticos. Também gosto de deixar claro que o metro quadrado em Londres é caríssimo e os quartos de hotéis costumam ser pequenos. Vá preparado!

    Também reforço o ponto que será necessário utilizar o transporte público em algum momento. Embora o ônibus de dois andares tenha o seu charme e seja mais barato, eu recomendo o seu uso com moderação, visto que o trânsito na região central de Londres é infernal.



    1) Westminster e Victoria: onde ficar em Londres

    Na minha opinião, essas são as regiões mais bem servidas de hotéis em Londres e com bom acesso ao transporte público.  São duas regiões, mas devido a proximidade das duas coloquei em um único tópico. Victoria é uma região com muitos hotéis (principalmente familiares) que ocupam antigos edifícios.  Há opções para todos os bolsos: desde o “Bed and Breakfast” básico (o equivalente as nossas pousadas) até os hotéis boutique moderninhos e caros. Eu já fiquei no Hotel The Melita (RESERVE AQUI).

    onde ficar em londres

    Hotel The Melita

    Estações de metrô: Victoria (linhas Victoria, Circle e Dustrict) e Westminster (linhas Circle, District e Jubilee). Alguns hotéis também ficam próximos da estação Pimlico (linha Victoria).

    Vantagens: muito central, perto de algumas atrações famosas, ótima região para ser percorrida a pé, bom para quem pretende fazer bate-volta de Londres sainda da Victoria Coach Station (rodoviária) ou da estação de trem de Victoria.

    Desvantagens: região muito turística, os bons hotéis podem ser muito caros e os hotéis mais baratos podem ser verdadeiros muquifos.

    Sugestões de hospedagem em Westminster e Victoria: Hotel The Grosvenor Victoria (RESERVE AQUI) | The Belgrave Hotel (RESERVE AQUI) | The Z Hotel Victoria (RESERVE AQUI) |

     O que fazer em Victoria e Westminster? 

      • Visite o Buckingham Palace e sua troca da guarda.
      • Conheça o St. James’s Park.
      • Visite o Big Ben e as Casas do Parlamento.
      • Conheça a linda Abadia de Westminster (local onde Willian e Kate casaram).

    2) West End

    A região chamada “West End” coloquialmente pelos londrinos é na verdade um termo utilizado para delimitar uma área bem agitada da cidade, conhecida também como a “Broadway de Londres” por concentrar os principais teatros da cidade. Como ela não existe oficialmente no mapa, fala-se na grande região de Covent Garden, Soho, Leicester Square e Oxford Street.

    Covent Garden e Soho são as “joias” dessa região e seria a minha recomendação para a sua hospedagem. West End é uma ótima região para ser percorrida a pé e também é próxima de alguns pontos turísticos. Sua vantagem em relação à Victoria e Westminster é que ainda tem uma vida noturna agitada, o que pode ser interessante para quem quer aproveitar Londres durante a noite, principalmente os teatros.

    onde ficar em londres

    West End

    Estações de metrô: Covent Garden (linha Picadilly), Leicester Square (linhas Northern e Piccadilly), Holborn (linhas Piccadilly e Central), Oxford Circus (linhas Bakerloo, Central e Victoria), Tottenham Court Road (linhas Central e Northern).

    Vantagens: muito central. Região repleta de bares, restaurantes, teatro e ótima para compras.

    Desvantagens: região muito turística, hotéis mais caros.

    Sugestões de hospedagem em Covent Garden e Soho: Z Hotel Covent Garden (RESERVE AQUI)  | The Nadler Covent Garden (RESERVE AQUI) |  The Hoxton (RESERVE AQUI) | The Z Hotel Soho (RESERVE AQUI) |

    Dica de ouro: caso não consiga ficar necessariamente nas regiões de Covent Garden e Soho, vale a pena considerar um hotel próximo a uma das seguintes regiões dessa grande área central: Marble Arch, Oxford Street, Piccadilly Circus, Trafalgar Square, Leicester Square, Russel Square, Carnaby Street, Holborn.

     O que fazer em West End? 

      • Visite o Mercado de Covent Garden.
      • Conheça a  Piccadilly Circus e seus painéis luminosos.
      • Se quiser fazer compras vá até a Oxford Street.
      • Assista a um dos musicais em cartaz em West End. Sugestões: Wicked, Mamma Mia, The Lion King (Rei Leão), Chicago, Fantasma da Ópera.

    3) Paddington, Bayswater, Marylebone

    Paddington é um bairro central próximo ao Hyde Park. É uma alternativa para quem busca preços de hospedagem mais em conta sem abrir mão de uma boa localização. Bayswater e Marylebone são bairros vizinhos.

    Estações do metrô: Paddington (linhas Bakerloo,  Circle, Hammersmith & City) e Edgware Road (linhas Circle, District e Hammersmith & City).

    Vantagens: localização, proximidade do Hyde Park, muitas opções de transporte.

    Desvantagens: área mais residencial com vida noturna praticamente inexistente.

    Sugestões de hospedagem em Paddington, Bayswater e Marylebone: The Pilgrm (RESERVE AQUI) | Paddington Park Hotel (RESERVE AQUI) | Inverness Terrace (RESERVE AQUI) |  

     O que fazer em Paddington, Bayswater e Marylebone? 

    • Vá ao museu de cera Madame Tussauds.
    • Visite o museu do Sherlock Holmes.
    • Faça um passeio por Little Venice.

     

    Viaje Despreocupado para Londres!

    Faça sua cotação online, compare o preço nas melhores seguradoras do Brasil e ainda ganhe 10% de desconto. É só clicar no botão ao lado.

     

    4) Kensington e Chelsea

    Regiões bastante nobres de Londres e que abrigam alguns dos hotéis mais luxuosos da cidade. Se dinheiro não for problema, recomendo a hospedagem nessa região.

    Estações do metrô: South Kensington (linhas Circle, District e Piccadilly) e Green Park (linhas Jubilee, Piccadilly, Victoria).

    Vantagens: localização, proximidade dos principais museus de Londres, proximidade do Hyde Park, muitas opções de transporte.

    Desvantagens: preço elevado dos hotéis.

    Sugestões de hospedagem em South Kensington: Meininger (RESERVE AQUI) | Astor Hyde Park (RESERVE AQUI) | The Capital (RESERVE AQUI) |  Blakemore Hyde Park (RESERVE AQUI). 

     O que fazer em Kensington e Chelsea? 

    • Conheça a lendária loja Harrods.
    • Visite o Museu Victoria & Albert.
    • Visite o Museu de História Natural.
    • Conheça o Palácio de Kensington – residência oficial de Willian e Kate.
  1. 5) East London e Shoreditch

    O leste de Londres já foi bastante desprezado no passado. Era uma área marginalizada, muito violenta, com favelas e galpões industriais. A área foi abandonada após o colapso da indústria de tecidos. Shoreditch, em especial, depois de uma mega revitalização é hoje uma das áreas mais descoladas de Londres. Aqui você encontrará muitos hotéis boutique, modernos e tecnológicos. Prepare-se para conhecer outra Londres: a Londres dos hipsters. A ordem de Shoreditch é a arte urbana, lojas diferentonas e muitas galerias de arte. Recomendo essa área de hospedagem caso você queira uma área mais multicultural e alternativa.

    Estações de metrô: Old Street e Liverpool Street.

    Overground: Hoxton e Shoreditch.

    Vantagens: área descolada, autêntica, vida noturna agitada, comidas de diferentes países, ótimos hotéis boutique.

    Desvantagens: na região não há muitas atrações turísticas (a não ser os mercados e famosos grafites de rua), o transporte público é limitado (poucas linhas do metrô passam pela região).

    Boas opções de hospedagem em Shoreditch: The Hoxton Shoreditch (RESERVE AQUI) | Citizen M Shoreditch (RESERVE AQUI) | The Z Hotel Shoreditch (RESERVE AQUI) | 

     O que fazer em Shoreditch? 

    Para chegar em Shoreditch com transporte público, as opções são as seguintes: metrô Old Street (linha Northern) e Liverpool Street (linhas Hammersmith & City, Circle e Metropolitan). Overground: Hoxton e Shoreditch.

    • Conheça a Brick Lane, a rua mais vibrante de Londres.
    • Conheça a Hoxton Square.
    • Visite o BoxPark, um shopping de containers.
    • Visite o Mercado Spitalfieds. Faça umas comprinhas e aproveite suas delícias gastronômicas.
    • Se estiver na região em um domingo, aproveite para visitar o famoso Mercado de Flores da Columbia Road.
    • O The Breakfast Club serve o brunch mais concorrido do bairro aos finais de semana.
    • Caso se interesse por assuntos mais macabros, faça o tour do Jack, o Estripador. Ele morou no bairro e assassinou várias prostitutas.

    arte de rua leste londres

    Arte de Rua em Londres

    6) City: onde ficar em Londres

    A região conhecida como City nada mais é que o centro financeiro de Londres. É perto do East London e é uma área com mais movimento durante a semana por conta dos executivos que vão a Londres a trabalho. Apesar da área ficar “morta” durante os fins de semana, hospedar-se na City durante o fim de semana é uma ótima oportunidade para quem quer ficar em um hotel bom pagando pouco. As redes hoteleiras fazem promoções durante os fins de semana. Eu já fiquei no Hotel Qbic London City (RESERVE AQUI). Esse hotel é um verdadeiro achado. Eu adorei e na próxima vez que voltar a Londres pretendo me hospedar nele novamente.

     

    Qbic

    Quarto funcional Qbic

     

    Estações do metrô: St Paul’s (linha Central), Bank (Bank (linhas Central, Circle, District, Northern e DLR), Aldgate (linha Metropolitan).

    Vantagens: boa conexão com o transporte público. Oportunidade de tarifas promocionais de hotéis durante os fins de semana.

    Desvantagens: hotéis muito caros durante os dias comerciais, região fica vazia durante os fins de semana.

    Sugestões de hospedagem na City: Hostel London St Paul’s YHA (RESERVE AQUI) | Hotel Indigo Tower Hill (RESERVE AQUI) | Ibis London City (RESERVE AQUI) | 

     O que fazer na City? 

    • Conheça a belíssima Catedral St. Paul’s.
    • Visite a Torre de Londres.
    • Conheça o Museu Tate Modern.
    catedral st. paul

    Catedral St. Paul



    7) King’s Cross/Camden Town

    Já fiquei duas vezes na região de King’s Cross e recomendo bastante, porque é uma das regiões mais bem servidas de transporte público.  Apesar de já não ser tão central como as primeiras que citei aqui no post ainda fica na zona 1 e tem fácil acesso para todas as regiões de Londres. Na minha última viagem, cheguei em Londres de Eurostar (vindo de Paris) e escolhi um hotel localizado a 5 minutos a pé da estação: o Hotel Pullman St. Pancras (RESERVE AQUI).  O hotel é ótimo e todo moderninho.

    onde ficar em londres

    Hotel Pullman St. Pancras

     

    Já Camden Town é outra área super alternativa de Londres. Era lá que morava a Amy Whinehouse.

    Estação do metrô: King’s Cross (linhas Circle, Metropolitan, Hammersmith & City, Northern, Victoria, Piccadilly). e Camden Town (linha Northern).

    Vantagens: melhor região para quem vai passar pouco tempo em Londres e vai chegar de Eurostar, fácil acesso ao transporte público (região é servida por muitas linhas do metrô).

    Desvantagens: é um pouco afastada das principais atrações turísticas.

    Sugestões de hospedagem em King’s Cross: Hostel  YHA St. Pancras (RESERVE AQUI) | Pullmann St. Pancras (RESERVE AQUI) | St. Pancras Renaissance (RESERVE AQUI) | 

     O que fazer em Kings Cross e Camden Town? 

    • Conheça a famosa plataforma 9 3/4 do Harry Potter. Fica dentro da estação de trem de King’s Cross.
    • Visite o Camden Market.
    camden town londres

    Camden Town

    Eventos que podem encarecer a sua hospedagem em Londres

    Agora que você já viu quais são os melhores bairros para ficar em Londres, vale a pena saber que alguns eventos lotam a cidade e fazem o preço da hotelaria disparar. Novamente: não é exagero bater (de volta) na tecla de reservar com antecedência o seu hotel em Londres porque normalmente a demanda ultrapassa a oferta, especialmente nos hotéis mais econômicos. Vou citar abaixo os principais eventos londrinos, mas é bom levar em consideração também os “feriadões”, pois muitos turistas europeus costumam invadir Londres para aproveitar alguns dias de folga.

    Segue uma lista dos principais eventos que fazem Londres lotar:

    • London Fashion Week: são duas edições ao ano, normalmente nos meses de fevereiro e setembro.
    • Maratona de Londres: outro evento que lota a cidade. Ocorre geralmente no final de abril.
    • Royal Ascot: a corrida de cavalos atrai muitos turistas e os preços dos hotéis em Londres sobem consideravelmente. Ocorre geralmente no fim de junho.
    • Wimbledon: o famoso campeonato de tênis faz o preço da hospedagem em Londres disparar. Geralmente ocorre em julho, portanto reserve seu hotel com muita antecedência.
    • World Travel Market: é a maior feira mundial de turismo. Londres é invadida por jornalistas, agentes de turismo e blogueiros de toda a Europa. Ocorre geralmente no início de novembro.

     Resumo Onde Ficar em Londres: melhores regiões 

    Victoria e Westminster: indico as regiões para quem vai pela primeira vez a Londres e quer conhecer muitas atrações turísticas a pé.

    West End: indico para quem quer ficar em uma região central, quer conhecer muitas atrações a pé e ainda curtir espetáculos de teatro e musicais.

    Paddington, Bayswater e Marylebone: indico para quem quer regiões centrais mais residenciais.

    Kensington e Chelsea: indico para quem quer ficar em uma das mais nobres regiões de Londres

    Shoreditch: indico para quem procura uma região mais descolada e autêntica em Londres.

    City: para quem busca ofertas de bons hotéis durante os fins de semana.

    Kings Cross: indico para quem vai ficar pouco tempo em Londres e chegará na cidade com o Eurostar.

    Não perca tempo nas filas de Londres. Garanta seus ingressos:

    london eye

    London Eye

14 comentários
1

Artigos Relacionados

14 comentários

Martinha 30 de julho de 2019 - 10:34

Ótimo post.. sempre bom ter ótimas opções de estadia em Londres. Já me hospedei em 2 Z e no Hoxton e amei.. muito bons!! Post favoritado para uma próxima ida. =)

Reply
Fernanda 30 de julho de 2019 - 21:23

O Hoxton e Z são ótimos mesmo.

Reply
Thais prado 3 de agosto de 2019 - 22:46

Ola..quero ir a Londres..em abril de 2020..quais hotéis 3* vc indica perto do big ben? Quero ficar perto das principais atrações. Obrigada

Reply
Fernanda 3 de agosto de 2019 - 23:14

Sugiro ficar na região de Westminster ou Victoria que são relativamente próximas a muitas atrações incluindo o Big Ben e são mais democráticas, pois há hotéis para todos os bolsos. Se tiver disposição para andar conseguirá fazer muita coisa a pé. Quanto mais próximo do Big Ben, mais caro será o hotel. Na região de South Bank há hotéis ótimos e com vista para o Big Ben, mas são mais caros. O mais famoso é Park Plaza Westminster Bridge London ( https://www.booking.com/hotel/gb/park-plaza-westminster-bridge.en-gb.html?aid=353895), mas é 4 estrelas.

Reply
Andrea 8 de agosto de 2019 - 13:18

Muito bom o post, dá para se organizar direitinho em que região ficar, qual atende mais as características conforme as nossas necessidades.

Reply
Fernanda 8 de agosto de 2019 - 18:51

Obrigada!

Reply
Juliana 8 de agosto de 2019 - 14:47

Que post mais detalhado sobre onde ficar em Londres. Arrasou! Inclusive para entender melhor o metrô de lá, aqui tá perfeito. Tudo muito completo, opção não falta para escolher o melhor hotel. Salvando aqui para quando precisar.

Reply
Fernanda 8 de agosto de 2019 - 18:51

Como eu queria que todos os metrôs fossem igual o de Londres. Acho o de Nova York, por exemplo, muito difícil de usar. rs. Tenho um carinho especial por Londres. Espero que esse post ajude todo mundo a encontrar um bom local para hospedagem por lá.

Reply
Bruna 8 de agosto de 2019 - 17:57

Que post mais completo, Fernanda! Confesso que tive dificuldades para escolher onde ficar em Londres, seu post teria ajudado muito! rsrsrs

Reply
Fernanda 8 de agosto de 2019 - 18:49

Obrigada! Eu também já tive muita dificuldade para escolher a hospedagem em Londres. Espero que esse post ajude outros turistas 🙂

Reply
Paula Augot 9 de agosto de 2019 - 06:14

Super completo o post, como ex moradora de Londres eu super concordo com as áreas citadas, e sim, as vezes o barato sai caro em Londres!

Reply
Fernanda 9 de agosto de 2019 - 20:22

Exato! O barato pode sair bem caro em Londres. Que bom que gostou do post.

Reply
Marcella 9 de agosto de 2019 - 22:02

Realmente onde ficar em Londres é um dilema. Adorei suas dicas e a explicação das regiões, ajudou muito

Reply
Fernanda 10 de agosto de 2019 - 19:50

Obrigada! Que bom que gostou.

Reply

Deixe um Comentário