Home Destinos InternacionaisEuropa Documentos para Viajar para Europa

Documentos para Viajar para Europa

por Fernanda

Atualizado em

Marcou viagem para a Europa? Aqui nesse post você encontrará respostas para todas as suas dúvidas sobre a documentação exigida para entrada nos países europeus que fazem parte do Tratado de Schengen. Vale lembrar que embora brasileiros não precisem de visto para entrar na Europa, a entrada é concedida na hora por um agente de imigração. Então, é bom ficar atento a todas as nossas dicas para não passar nenhum aperto no momento da entrada e ter uma viagem bem tranquila para a Europa.

Importante: a União Europeia adotará o ETIAS (European Travel Information and Authorization System) a partir de 2021 e brasileiros precisarão solicitar o ETIAS. O que é o ETIAS? Uma autorização prévia de viagem que custará 7 euros por pessoa maior de 18 anos. Esse sistema ainda não está vigente. Saiba mais sobre o ETIAS visitando o site oficial: https://www.schengenvisainfo.com/etias/. 

Dito isso, informo que assim que eu tiver informações mais concretas sobre o ETIAS, atualizarei esse post. Por enquanto, os documentos necessários para entrar na Europa são os indicados abaixo: 

torre eiffel paris
Paris, França.

Documentos Necessários para Viajar para Europa

Passaporte

É obrigatório portar um passaporte válido. Se você ainda não tem um, veja como tirar seu passaporte brasileiro. Além disso, o passaporte precisa ter validade mínima de pelo menos 90 dias após o término da viagem. Por exemplo: você chegará na Europa no dia 10/09/16 e sairá no dia 10/10/16. Seu passaporte precisa estar válido até pelo menos 10/01/17.

Minha dica: confira a validade do seu passaporte antes de comprar a passagem e caso ele já esteja expirando, programe-se com bastante antecedência para renová-lo. Eu costumo renovar meus passaportes (tenho o brasileiro e italiano) 6 meses antes do vencimento.

documentos para viajar para europa
Foto: Shutterstock

Precisa de Visto para entrar na Europa?

Brasileiros viajando a turismo por até 3 meses não precisam de visto para viajar para os países da União Europeia. Vale lembrar que nem todos os países da Europa fazem parte da União Europeia e nem todos fazem parte do Tratado de Schengen. De qualquer maneira, praticamente todos os países fora do bloco também não costumam exigir vistos dos brasileiros, como a Rússia, Turquia, Bósnia, Albânia, entre outros. Na dúvida, pesquise junto ao órgão oficial (consulado ou embaixada) sobre a exigência ou não de visto entre os documentos para viajar para Europa.

 Leia também  

Tratado de Schengen

O Tratado ou Acordo de Schengen garante a livre circulação de pessoas dentro dos países que assinaram o acordo. Na prática, se você circular por qualquer um dos países abaixo passará pela imigração apenas uma vez, no aeroporto de chegada apenas.

Países que fazem parte do Tratado de Schengen

Áustria, Bélgica, República Tcheca, Dinamarca, Estônia, Finlândia, França, Alemanha, Islândia, Itália, Letônia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Países Baixos, Noruega, Polônia, Portugal, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Suécia, Suíça, Grécia, Hungria, Mônaco e San Marino.

Note que a Suíça, por exemplo, não faz parte da União Europeia mas faz parte do Tratado de Schengen. Foi o que disse ali em cima que União Europeia e Tratado de Schengen são coisas diferentes. Mas por qual motivo esse acordo é tão importante? Por causa do seguro viagem obrigatório.

documentos para entrar na europa
Roma, Itália.
 

Seguro Viagem

seguro viagem é obrigatório para entrar nos países da Europa que fazem parte do Acordo de Schengen. A exigência é que o turista possua um seguro com cobertura mínima de 30.000 euros que garanta assistência médica por doença ou acidente.

Não fique desprotegido durante as férias!

O seguro viagem é obrigatório para viajar para a Europa. Encontre o mais adequado para você e ganhe até 10% de desconto com o cupom PRECISOVIAJAR5.

Passagem de volta

Para entrar na Europa também é necessário ter uma passagem de volta emitida e datada. Esse é um dos itens mais requisitados pelo oficial da imigração, então é bom ter em mãos.

Comprovante de Hospedagem 

Outro item muito importante para a entrada na Europa é o comprovante de hospedagem. O agente da imigração também costuma pedir os comprovantes de reserva de hotéis ou hostels. Gosto muito de reservar hotéis no Booking (que permite cancelamento grátis na maioria dos quartos, o que permite escolher o hotel com calma) e hostels (albergues) no Hostelworld.

 Dicas Hospedagem na Europa  
documentos para entrar na europa
Quarto de hotel

Carta Convite

Se você irá ficar na casa de algum europeu ou cidadão de outra nacionalidade que reside legalmente na Europa você terá que providenciar a carta convite. Não adianta pedir para o amigo/primo/irmão que está com visto temporário de estudo, por exemplo. Peça para o seu anfitrião europeu verificar se há necessidade de registrar a carta convite em algum órgão oficial do país dele. Há inúmeros modelos de carta convite na internet e é recomendável que seja feita uma versão em inglês e uma versão na língua do país onde o anfitrião reside.

Comprovantes Financeiros

Pode ser que o oficial da imigração também peça que você comprove que tem condições financeiras para se manter na Europa durante todo o tempo da viagem. Você pode comprovar o valor por meio do extrato da sua conta bancária, extrato do seu cartão pré-pago de viagem, extrato que comprove o o limite disponível no cartão de crédito ou até mesmo a quantia em espécie. Entrei nos sites das embaixadas de Portugal e Espanha e o valor médio seria de 65 euros por dia.

notas euro

Check-list documentos para entrar para Europa

Vamos resumir então a lista completa de documentos para viajar para Europa?

✓ Passaporte válido e com duração de pelo menos 3 meses após o término na viagem. Por segurança, recomendaria um passaporte com pelo menos 6 meses de validade.

✓ Seguro viagem com cobertura mínima exigida pelo Tratado de Schengen (30.000 euros).

✓ Passagem de volta.

✓ Comprovante de Hospedagem (reserva dos hotéis/hostels ou carta-convite).

✓ Comprovantes Financeiros para se manter na Europa durante todo o período da viagem.

Dicas Finais para entrar na Europa

– Deixe tudo em uma pastinha e só apresente o que for solicitado pelo agente.

– Não minta.

– Fique tranquilo.

documentos para viajar para europa
Foto: Shutterstock

Vale lembrar que esses são os requisitos e documentos para viajar para Europa, mas a decisão de entrar ou não é dada na hora pelo oficial da imigração. Boa viagem!

 Não perca tempo em filas! Compre seus ingressos das principais atrações:  

Leia mais sobre a Europa

Roteiro 10 dias Portugal, Espanha e Itália

Roteiro 10 dias Portugal

Roteiro 5 dias Suíça

Roteiro 3 dias Eslovênia


Lembrou do seguro viagem? Ele é obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado Schengen. Nos demais países também é recomendável a contratação, pois não podemos prever incidentes. Leia sobre minha internação na Tailândia. No caso dos Estados Unidos, por exemplo, o custo médico diário de uma internação fica na faixa dos U$2.000 (caríssimo). Além disso, o seguro é super útil nos casos de cancelamento de viagem e extravio de bagagem. Você pode cotar na Seguros Promo sem compromisso e, caso opte pela contratação, ainda tem um desconto extra de 5% utilizando o cupom PRECISOVIAJAR5.


Cada vez que você reserva algo com um dos nossos parceiros recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter atualizado e com novas dicas de viagem.

210 comentários
3

Artigos Relacionados

210 comentários

Ugo Esteves 23 de agosto de 2016 - 10:29

Olá Fernanda, bom dia!

Como de costume, excelentes dicas.

Gostaria de indicar mais uma, estilo 0800, do jeitinho que gosto.

O governo brasileiro mantém convênio com Portugal e Espanha para cobertura medico-hospitalar no sistema público de cada país que substitui, gratuitamente, a exigência de seguri-saude para brasileiros que viajam a estes países.

É o chamado PB-4, uma declaração fornecida por um órgão específico do INSS que deve ser procurado em cada estado.

A última vez que fiz, em 2015, ainda exigiam vínculo do beneficiário com o INSS mas agora a cobertura foi extendida para qualquer cidadão brasileiro, tendo vínculo ou não com o INSS.

Naquela época os viajantes com destino a Itália e Grécia também se beneficiavam da cobertura do PB-4, mas agora não mais.

Sobre a cobertura medico-hospitalar oferecida em Portugal, eu usei e garanto, e equivalente a qualquer plano de saúde particular.

Um abraço e boa viagem para todos os seus leitores.

Ugo Esteves

Reply
Fernanda 23 de agosto de 2016 - 21:47

Olá, Ugo!
Obrigada pela contribuição (muito válida, por sinal). O problema é que (infelizmente) não cobre todos os países do Tratado de Schengen.

Reply
Joselma 14 de Maio de 2018 - 10:55

Bom dia Fernanda eu estou querendo viajar em agosto pra Espanha minha amiga vai me dar uma carta convite eu tenho passaporte brasileiro tudo certo tenho que te um limite de crédito e saber falar espanhol pra poder ir eu nunca fui pra fora do Brasil qual os documentos necessários obrigada.

Reply
Jairo Mousquer 22 de outubro de 2016 - 02:06

Olá, amigo. Um pequeno equívoco… O CDAM, também conhecido como PB4, é válido apenas para Portugal, Itália e Cabo Verde.
No link abaixo, do Ministério da Saúde, tem as orientações:http://sna.saude.gov.br/cdam/

Reply
Cleide 28 de março de 2017 - 20:42

Boa noite ugo,
Já usei há muito tempo atras esse serviço.
Uma época foi cancelado.
Está funcionando agora ?
Ainda é na Nove de julho – São Paulo?
Vc por acaso sabe quais os documentos tos necessários?

Reply
Vânia 23 de agosto de 2016 - 11:58

Excelente dica… Tudo muito bem explicado para planejar minha viagem!

Obrigada e parabéns pelo blog 🙂

Reply
Fernanda 23 de agosto de 2016 - 21:48

Obrigada você pela participação.

Reply
Martinha Andersen 23 de agosto de 2016 - 12:21

Muito boas dicas Fer… todos os viajantes deveriam saber e seguir elas. =)

Reply
Fernanda 23 de agosto de 2016 - 21:48

Obrigada, Martinha!

Reply
Jenifer 26 de agosto de 2016 - 01:20

Olá Fernanda,
Muito bom seu post!
Sabe me dizer se com o passaporte espanhol, preciso do seguro saude e do comprovante de hospedagem p entrar na Inglaterra?!
Obrigada!

Reply
Fernanda 26 de agosto de 2016 - 09:00

Não, eles só verificam a autenticidade do passaporte.

Reply
Nara cristiane ribeiro de souza 27 de agosto de 2016 - 20:13

Gostei muito Dos seus comentários. Vou para Espanha em outubro.não mudou nada em relação a entrada de brasileiros.passaporte em dia, segura pois a minha passagem é emetida lá ,hotel com reserva para 15dias,.comprovante de renda pode ser ainda um cartão internacional ou tenho que tirar extrato ?

Reply
Fernanda 27 de agosto de 2016 - 20:18

Nara, eu levaria um extrato também no caso de pedirem (algo que mostre o seu limite disponível ou algo assim). Acredito que a Espanha esteja bem melhor do que era há uns anos, afinal era considerada a pior porta de entrada na Europa.

Reply
Priscila 28 de agosto de 2016 - 19:18

Muito informativo. Obrigada Fernanda

Reply
Fernanda 28 de agosto de 2016 - 19:30

De nada 🙂

Reply
Daiana Araújo 2 de setembro de 2016 - 15:17

Viajar é uma maravilha, um dos maiores prazeres que a vida nos proporciona!
Obrigada pelas informações!

Reply
jose antonio B.Zoccoler 2 de setembro de 2016 - 19:42

Fernanda, tenho passaporte portugues, na frança preciso fazer aqui no Brasil o seguro saúde.?

Reply
Fernanda 3 de setembro de 2016 - 16:46

Não precisa e na fila dos europeus basicamente eles só conferem se o passaporte é original, mas eu faço mesmo assim.

Reply
Josiane Bravo 3 de setembro de 2016 - 13:25

Oi Fernanda. Obrigada por compartilhar essas dicas que são de extrema importância para quem está viajando para a Europa. Eu ainda não fui para a Europa, pois no momento estou dando prioridade para as viagens aqui na America Latina pelo fato de ser mais barato, mas morro de vontade de ir para lá. Lendo seu post, acabei de me lembrar que já tenho que renovar meu passaporte, acho que vou fazer como você mencionou, renovar com 6 meses antes do vencimento, assim evito transtornos com possíveis atrasos.

Um grande abraço.

Reply
Fernanda 3 de setembro de 2016 - 16:41

Com certeza. Sempre bom manter o passaporte válido.

Reply
Renata Sucena 3 de setembro de 2016 - 14:22

Boas dicas!! Nunca tive problemas, mas na Espanha realmente foi o lugar onde fizeram mais perguntas.

Reply
Fernanda 3 de setembro de 2016 - 16:40

Mas acho que mesmo na Espanha está mais tranquilo agora.

Reply
Karine Porto 3 de setembro de 2016 - 18:58

See lance de renovar o passaporte antes de marcar a passagem parece bobo, mas ajuda muito. Uma amiga perdeu uma viagem por ter confundido a validade do visto com a validade do passaporte. Na cabeça dela ela o passaporte estava ok e ele nem checou. Tentou fazer um de emergencia no aeroporto de SP, mas não deu! Super valida a dica!! 🙂

Reply
Fernanda 4 de setembro de 2016 - 19:40

Nossa, que stress! Por essas e outras estou sempre de olho na data de validade do passaporte. O próximo vence em 2019 🙂

Reply
Daniela Xavier 4 de setembro de 2016 - 11:38

Fernanda, dicas perfeitas, obrigada por toda informação, ajudou demais! Eu não fazia ideia sobre o seguro saúde por exemplo…

Reply
Fernanda 4 de setembro de 2016 - 19:39

De nada, Daniela!

Reply
Itamar Japa 4 de setembro de 2016 - 14:10

Boas dicas, já passei um perrengue na imigração da Estônia. Mas por sorte deu tudo certo… Na próxima vez vou seguir as dicas certinho. 🙂

Reply
Fernanda 4 de setembro de 2016 - 19:39

Eu passei perrengue uma vez na imigração em Londres. O oficial foi muito, mas muito chato. No fim deu tudo certo até porque tinha toda a documentação.

Reply
Contramapa 4 de setembro de 2016 - 15:25

Realmente um europeu tem muito mais facilidades em termos de documentos, quando visitei o Brasil nem precisei de visto, só passaporte atualizado! 🙂

Reply
Fernanda 4 de setembro de 2016 - 19:38

Brasileiros também não precisam de visto em praticamente todos os países da Europa (tirando Azerbaijão e Moldávia), mas há outras exigências e quem decide a entrada ou não é o agente da imigração.

Reply
Jlbf 28 de março de 2017 - 12:35

Morro de vontade de conhecer o Azerbaijão. Tenho amigos azeris e são ótimas pessoas. O visto já foi substituído por um e-visa, o que mais dificulta são os preços das passagens. Nunca vi nenhuma passagem barata pra la.

Reply
Luciana Rodrigues 4 de setembro de 2016 - 17:08

Ainda bem que esses tempos ficaram para trás, mas, com certeza, esse é um post para favoritar.

Reply
Fernanda 4 de setembro de 2016 - 19:36

Inegável que um passaporte vermelhinho abre muitas portas (principalmente na Europa). Same here, mas é sempre bom saber e não ter dor de cabeça.

Reply
Liliane Inglez 4 de setembro de 2016 - 22:46

Muito útil o post! Eu também renovo meu passaporte pelo menos 6 meses antes de vencer a validade! Não viajo com taaanta frequência, mas vai que surge uma viagem do além, né? Uma coisa que me deixa curiosa agora: será que vai mudar muita coisa para viajar pelo Reino Unido, agora que eles estão saindo da CE?
Um abraço e obrigada por compartilhar suas dicas!
LIli @trilhasecantos

Reply
Fernanda 4 de setembro de 2016 - 23:54

Não vai mudar nada para os brasileiros. O Reino Unido já não fazia parte do Tratado de Schengen, logo você tinha que fazer outra imigração por lá caso tivesse entrado por algum dos países do tratado. Talvez mude alguma coisa para os europeus da UE, pois há uma fila especial para quem possui passaporte do Reino Unido e UE.

Reply
Márcio 5 de setembro de 2016 - 01:16

Fê , me dá um help.
Por exemplo, vou a Berlin ficar 2 meses.
posso ir com 2,000 /euros e cartão de crédito para cobrir o resto?
Obrigado..Dei um Like na matéria pq amei!
Beijos!

Reply
Fernanda 5 de setembro de 2016 - 08:29

Sim, nem é recomendável andar com tanto dinheiro e tem um limite que você pode carregar em espécie – R$10.000.

Reply
Pedro Henriques 5 de setembro de 2016 - 15:06

Eu como sou europeu este artigo não me diz respeito, mas para os extracomuniários que querem visitar a Europa, é perfeito! parabéns pelo artigo.

Reply
Fernanda 5 de setembro de 2016 - 20:39

Obrigada 🙂

Reply
Catalina 7 de setembro de 2016 - 15:15

Excelente. Tudo muito bem explicado para planejar minha viagem!

Um abraço 😀

Reply
Bárbara Motta 14 de setembro de 2016 - 14:59

Olá, tem uma dica a mais pra vocês! Eu já viajei pra Europa duas vezes, nessa segunda vez em janeiro, providenciei todos os meus documentos certinhos e em alguns sites li quer era importante o comprovante de vínculo com o Brasil (trabalhando, estudando e etc)
Perguntei a minha sogra que é britânica se precisava requerer o comprovante de matrícula da minha universidade para levar e ela disse que não, mas eu resolvi e fiz, li depois que seria necessário transcrever para o inglês, perguntei a ela se era necessário e ela disse que não, em português já seria suficiente, mas traduzi juramentado para descargo de consciência. Assim que cheguei no guichê o oficial pediu meu passaporte e perguntou o que eu estava fazendo, expliquei que era uma vigem de férias e eu estava indo visitar o meu namorado. Então ele olhou pra mim e perguntou (em inglês): posso ver seu comprovante de matrícula? Agradeci a Deus por ter escutado minha intuição e com um: “seja bem vinda” carimbou meu passaporte! Ou seja, providencie absolutamente tudo, porque nunca se sabe o que eles vão escolher para pedir!

Reply
Fernanda 18 de setembro de 2016 - 19:04

Concordo, better be safe than sorry como eles mesmo dizem.

Reply
Silvia Maria Ribeiro Dias 18 de setembro de 2016 - 07:26

Amei tudo. Pretendo ir agora em outubro para Portugal, espero que dê tudo certo

Reply
Fernanda 18 de setembro de 2016 - 18:58

Vai dar sim. Estou em Portugal agora 🙂

Reply
Claudio 18 de setembro de 2016 - 15:21

Olá Fernanda, parabéns pelo site.

Tenho dupla cidadania e pretendo ir para Italia para morar em definitivo. Tenho por obrigação de comprar a passagem de ida e volta, ou somente de ida?

Desde já agradeço.

Reply
Fernanda 18 de setembro de 2016 - 18:57

Pode comprar só ida.

Reply
Claudio 19 de setembro de 2016 - 10:46

Olá Fernanda, muito obrigado pela resposta.

Estou com outra dúvida, mas me desculpe se sair do foco desse tópico ou do próprio site. Qualquer resposta será bem vinda 😉

Como irei para Italia para ficar, vou levar uma certa quantia de dinheiro. Como deveria proceder para levar/transferir esse volume em espécie.
O valor é aprox. R$20.000,00, que daria aprox. 5.500,00 de euros.

Qual é a melhor maneira de levar ou transferir sem pagar tanto em taxas?
Com isso, que tipo de moeda seria melhor já chegar em território italiano, e se for ‘trocar’ a moeda, qual o local seria o recomendado?

Lembrando que não tenho conta de banco na Italia e nenhum outro documento local, somente o passaporte italiano.

Acho que essa dúvida é de muitos que pretende sair por longos períodos para outro país.

Muito obrigado.

Reply
Fernanda 27 de setembro de 2016 - 15:01

Tem que abrir uma conta na Itália primeiro e aí fazer uma transferência internacional daqui para lá ou usar aquele serviço do Transferwise (nunca usei, mas parece ser um dos mais baratos).

Reply
Julia 23 de setembro de 2016 - 16:09

Fer, help me, please!!
Tenho 17 anos e dia 25/10 estarei indo para a Europa, vou para Dublin, Genebra, Londres e Madrid (entrando por Madrid). Vai ser a minha segunda vez na Europa (fui quando tinha 4 anos) e vou sozinha. Já fui sozinha para os EUA e Canadá (inclusive voltei dos EUA dia 29/08) e tenho toda a documentação necessária para viajar sozinha. Eu tenho algumas dúvidas (perdoe o texto haha). A única cidade em que vou ficar sozinha é Madrid, nas outras tenho tias (de primeiro grau) me esperando.
– Se eu perder meu passaporte e perder meu dinheiro (Deus me livre, mas pode acontecer né), como faço para pagar a autorização de retorno ao Brasil?
– Você já viajou sozinha pra Europa quando era menor? Se sim, por favor me de algumas dicas
– O que fazer se estimativa de dinheiro que eu calculei der errado, e o dinheiro acabar? Estou levando cartão de crédito, mas o limite é baixo (uns 200 Euros).
Obrigada!

Reply
Fernanda 27 de setembro de 2016 - 14:53

Recomendo que você tire cópias do seu passaporte (físicas e digitais). Envie as cópias digitais para o seu email. Se perder o passaporte tem que ir no Consulado fazer um de emergência ou pegar uma autorização de retorno. Eu tive que fazer essa autorização quando roubaram meu passaporte.
Nunca viajei para a Europa quando era menor de idade. E sobre o dinheiro, o ideal era ter um cartão com um limite um pouco mais alto para eventuais emergências.

Reply
Lucélia 23 de setembro de 2016 - 16:13

Oi Fernanda!
Descobri seu blog hoje e estou adorando. Tenho 41 anos e nunca viajei para fora do Brasil (nem Paraguai rsrs) porque as condições não davam. Agora estou ganhando um pouco melhor, e estou querendo ir para Portugal e Espanha. Vc acha que 50 euros/dia da pra se virar bem (sem contar a hospedagem) comendo e fazer um ou outro passeio pago?
Outra pergunta: Onde você trabalha? É nos Correios? Porque moro em Curitiba também e acho que vi vc lá um dia..

Reply
Fernanda 27 de setembro de 2016 - 14:50

Não, não trabalho lá.
Sim, 50 euros por dia sem contar a hospedagem dá sim. Acabei de voltar de Portugal e gastava em média 10 a 15 euros por refeição e sempre dá para comprar alguma coisa no supermercado para lanches ao longo do dia e fazer um “almojanta” da vida.

Reply
Du 6 de outubro de 2016 - 00:36

nas minha pesquisas diárias sobre viagem acabei deparar com a Fernanada rssss olá Fernanda a minha preocupação é a perguntas nas línguas estrangeira, será que isso não atrapalha a entrada para quem fala só a nossa Língua( Português) ? será que pode surgir essas perguntas onde trabalha, ainda para quem esta no seguro desemprego quer aprovei o tempo para passear antes de um novo emprego. obrigado

Reply
Fernanda 6 de outubro de 2016 - 22:34

Eles podem chamar um tradutor (se for o caso). Podem surgir perguntas de onde trabalha (inclusive me perguntaram isso em Londres), mas não me pediram nenhum tipo de comprovante da empresa.

Reply
Isabella 8 de outubro de 2016 - 12:21

Fernanda, boa tarde. Como compro as passagens aéreas pro seguinte roteiro?
Paris 5 dias 28/01-01/02
Londres 5 dias 02/02-07/02
Amsterdã 3 dias 08/02 – 10/02
Suíça 6 dias 11/02 – 17/02
Itália 7 dias 18/02 – 24/02 Roma Florença Veneza
Portugal 3 dias 25/02 – 28/02 porto

Vi uma passagem postover Belém Paris Paris porto e porto Belém por 2400. O que acha?

Reply
Fernanda 9 de outubro de 2016 - 12:25

Na verdade, a melhor opção de passagem multi-trecho seria a seguinte:
Belém – Paris
Porto – Belém
Não vale a pena você colocar o trecho Paris- Porto porque senão você tem que voltar da Itália para Paris (nesse roteiro). É mais barato e rápido voar da Itália para Portugal direto.
Foi o que fiz na minha última viagem. São Paulo – Paris e Lisboa – São Paulo. Aí voei de Paris para Faro (no sul de Portugal), viajei um pouco até chegar em Lisboa para pegar meu voo para o Brasil.
De Paris para Londres vale a pena ir de trem (Eurostar)
Nos outros trechos você pode voar.

Reply
Julliana Cortez 17 de outubro de 2016 - 13:57

Oi fernanda, tudo bem?
Estou indo a Portugal em Dezembro, ficarei hospedada na minha sogra.
Pode me dizer o que acontece em relação ao seguro viagem? Passa-se por uma entrevista e é solicitado, ou seria utilização importante apenas para o caso de acontecer algo?
Pois conheço pessoas que vão a Europa e estão me informando que não é solicitado esse tipo de documentação na Alfandega. Então não queria faze-lo se realmente não for solicitado lá.
Se eu não faço, o que pode acontecer comigo no aeroporto. Eles me mandariam voltar? Se eu apresentar a carta convite da minha sogra e passagem de volta, ainda preciso levar meu extrato bancário?

Reply
Fernanda 17 de outubro de 2016 - 19:00

Portugal faz parte do Tratado de Schengen, logo é obrigatório. Agora ninguém tem como prever o que o oficial irá pedir no momento da entrada.

Reply
Amanda Lima 18 de outubro de 2016 - 15:42

Estou amando visitar este site, sempre tem artigos intessantes e muitos legais, sempre estou visitando e aprendendo muitas coisas boas aqui neste site.

Parabéns !!!

Reply
Yas 18 de outubro de 2016 - 23:02

Olá Fernanda! Tudo bem?

Estou com uma dúvida… Viajarei à França em março e ficarei na casa de um familiar. Nesse caso, há algum valor mínimo a título de comprovante financeiro a ser identificado na imigração? Algo em torno de 400 euros numa viagem de 10 dias é razoável?

Reply
Fernanda 18 de outubro de 2016 - 23:18

Então, segundo o site da Embaixada da Espanha o valor mínimo é de €64,14 por dia, mas creio eu que isso já inclui a verba da hospedagem (que não será necessária no seu caso já que você terá uma carta-convite, certo?).

Reply
Vanessa 24 de outubro de 2016 - 14:42

Olá Fernanda estou com muita vontade de ir a Portugal nas próximas férias, mas a pessoa que iria comigo teve um problema. acha que é um lugar pra se ir sozinho? Rsrs estou meio em dúvida

Reply
Fernanda 24 de outubro de 2016 - 22:32

Vanessa, é muito tranquilo viajar para lá sozinha. É seguro, fácil de viajar e ainda tem a facilidade da língua. Por favor, não deixe de ir por causa desse “pequeno” detalhe. Já fui sozinha, fiquei em hostels (albergues) e muitos deles figuram entre os melhores do mundo. Dá uma lida nos posts de Portugal aqui no blog.

Reply
Eva Aune 27 de outubro de 2016 - 11:09

Bom dia Fernanda. Eu sou espanhola nata e sou brasileira naturalizada. Tenho os dois passaportes atualizados. No entanto, minha irmã nunca tirou passaporte brasileiro, mas ela tem o espanhol. Como vamos para Portugal/Espanha em abril, ela precisa ter o brasileiro também ou s[o o espanhol é o suficiente para entrar em portugaal e sair do país???

Reply
Fernanda 27 de outubro de 2016 - 22:54

Olha, eu já saí do Brasil só com o passaporte italiano e apresentei minha identidade brasileira para a Polícia Federal para comprovar minha dupla cidadania e não ter problemas na hora da volta e acharem que sou uma “italiana” turista. Ou seja, não precisa necessariamente ter o brasileiro se você tem outro. Se a sua irmã nunca teve o passaporte brasileiro ela tem o RG daqui já que vocês são naturalizadas? Se tiver tem que levar e apresentar para a PF daqui do Brasil tanto na ida como na volta. É o que faço quando viajo só com o passaporte italiano.

Reply
Carmelo 30 de outubro de 2016 - 06:59

Dicas interessantes, Minha esposa teve um problema este sabado 29/10 no aeroporto de Goiania. Ela é Brasileira e minha filha è Belga. Tem os passaportes, a identidade da minha filha que é belga, o nome da minha esposa aparece na identidade e na autorizaçõ de viagem que eu fiz para a menina viajar com a mãe tem o cartão de banco belga, a certidão de casamento e atestado médico pq ela tem uma doença grave nos rins. Mas com tudo isso, impediram ela de viajar pq não podia comprovar a residência na Bélgica. Dai não entendo como não pode ser comprovado ja que tem todo documento da Bélgica (autorização de viagem, carta de banco do pais, identidade da filha com nome dos pais, certidão de casamento) Sera que o agente da companhia aerea foi zelado? Ou precisa mesmo da identidade Belga para viajar? Desde jà agradeço pela resposta e pelo site existir.

Reply
Fernanda 30 de outubro de 2016 - 19:33

Não sei te responder Carmelo. Entendi que ela é brasileira, mas tem permissão para morar na Bélgica. É isso?

Reply
Matheus Siqueira 1 de novembro de 2016 - 21:24

Olá! Primeiramente parabéns pelo seu post, realmente de muito valor. Estou com intenções de fazer um mochilão na Europa próximo ano. A respeito desse seguro você sabe dizer o valor a ser pago nele em média? Para que eu possa fazer uma estimativa dos gastos. E você sabe qual o valor da diária de hostels?

Reply
Fernanda 1 de novembro de 2016 - 21:36

Olá, Matheus!
Depende da duração da viagem. Eu paguei R$120 no seguro para 15 dias de viagem. E os preços dos hostels depende da cidade/país.

Reply
Fabiana 1 de novembro de 2016 - 22:36

Vou ir pra Portugal em março eu marido,filha e genro tomara que dê tudo certo ,tenho uma irmã que mora lá ja a dez anos.

Reply
Fernanda 2 de novembro de 2016 - 15:12

Vai dar tudo certo 🙂

Reply
Rogério Balielo 5 de novembro de 2016 - 16:03

Oi Fernanda,
Obrigado pelas dicas achei ótimo o blog. Estou indo para a Itália dia 12DEZ2016 para finalizar meu processo de cidadania e pretendo não voltar mais para o Brasil. Bom agora vem as perguntas….kkkkk. Na minha ida farei escala em Portugal, e pelo que li a imigracao portuguesa é uma das mais severas. Então pode me dar umas dicas para as respostas dos agentes?Comprei passagem de volta para 07MAR2017, são 85 dias, sai do emprego, tenho uma acessora em Milão que tem parceria com a advogada que contratei aqui no Brasil. Minha mãe está indo pra finalizar seu processo de cidadania tambem. Preciso do Seguro? Como vou comprovar renda para todo esse tempo de viagem? Estou bem apreensivo e ansioso será minha primeira viagem internacional. Desculpe tantas perguntas e muito obrigado.

Reply
Fernanda 6 de novembro de 2016 - 17:27

Precisa do seguro e é bom ter reserva de hotel pelo menos para os primeiros dias (caso peçam).

Reply
Rogério Balielo 5 de novembro de 2016 - 16:06

Minha mae vai voltar em início de janeiro.

Reply
Marijan 6 de novembro de 2016 - 12:13

Hi fernanda,
I want to visit europe next year with my brazilian friend, i am dutch. I want to travel from portugal by train to france, italy, belgium, and last but not least holland (to visit my family). I have an account at dutch bank. Do i need to make reservations for my brazilian friend in a hotel (seems a bit complicated, for i do not know where i am going to stay, if i like a place i stay, if not… i don’t). It’s going to be a sort of backpacking…. the insurance i know… have to arrange that, but my doubt is the places to stay. Or would it be sufficient to say that i am going to visit my friends and family in Holland? We allready visited Holland a few years ago, and at Schiphol there was a bit of confusion for they asked me what my relationship was….. luckily i am not affraid to give them a hard time…

Marijan

Reply
Fernanda 6 de novembro de 2016 - 20:09

Hi Marijan,

I would do at least a reservation for the first nights, in a hostel because it’s cheaper. And the insurance is mandatory for your brazilian friend. Definitely need to arrange it.

Reply
Nazaré Gouveia 11 de novembro de 2016 - 00:10

Adoro viajar, mas é necessário ter todos os documentos em mãos. Excelentes dicas.

Reply
Fernanda 12 de novembro de 2016 - 10:52

Obrigada 🙂

Reply
Francine 20 de novembro de 2016 - 15:14

Oi Fernanda, tudo bem?
Estou com uma dúvida com relação à comprovação de renda. Eu e meu noivo estamos com viagem marcada para Março/2017, faremos Zurique, Munique, Veneza, Milão, Bardonecchia e Paris. Iremos levar a quantia total em dinheiro (euro) e o limite do cartão não ficará muito alto, porque ficarão contas da viagem para pagarmos. Somente ele possui cartão de crédito e eu não, isso me preocupa. Eu também terei que comprovar, ou somente com o cartão dele e o dinheiro que teremos os agentes irão considerar?
Obrigada!

Reply
Fernanda 28 de novembro de 2016 - 08:40

Dá para vocês passarem juntos.

Reply
Cristiane de Paula 24 de novembro de 2016 - 12:38

Olá Fernanda tenho uma duvida, vou fazer uma viagem de turismo pra Barcelona, vai eu meu esposo e minha filha de 5 anos, estamos com um cartão pré pago e com dinheiro em especie, consigo comprovar que tenho a quantia necessaria pros três só com um cartão mesmo né? Ou teria que ter um cartão pra cada pessoa, já que estamos em família!??

Reply
Fernanda 28 de novembro de 2016 - 08:28

Não, pode ser um para os 3. Vocês fazem a imigração juntos.

Reply
Monica 27 de novembro de 2016 - 21:44

Olá Fernanda, estou planejando uma viagem pra Itália no próximo ano. Eu e meu marido só falamos português. Sabemos como nos virar por lá mesmo sem falar a língua. Minha preocupação é na imigração ( queremos pegar um vôo com escala em Lisboa justamente por causa da língua). Eles fazem muita pergunta?

Reply
Fernanda 28 de novembro de 2016 - 08:25

Depende muito do oficial.

Reply
Osni Segalla 30 de novembro de 2016 - 18:26

Olá, Fernanda, Parabéns pelo trabalho…muito bom e informativo. Eu e minha esposa iremos para a Itália, curso/estágio 29/abril a 26/maio/17, cuja hospedagem preciso pagá-la na chegada, em espécie, cerca de 3000 Euros. Enfim, preciso portar em espécie,10.000 Euros, e evidente ficando esperto o tempo todo. : Qual seria o meio possivelmente mais seguro para transitar com esse dinheiro ? Distribuir em partes: 1a) Em bolsa junto a cintura sob a roupa? 2a) Em bolsos com zipper junto das pernas ? 3a.) Valores menores – 200 Euros em notas de 20 Euros na carteira para pequenas despesas, considerando que somos 2 viajantes ? Por fim, agradeço e aguardo suas prestimosas orientações.. Abraços.

Reply
Fernanda 4 de dezembro de 2016 - 20:48

Eu não carregaria essa quantia em cash não. É muito dinheiro e você tem até que declarar esse valor na saída aqui no Brasil. Essa hospedagem você não consegue pagar via transferência internacional ou Western Union antecipadamente?

Reply
Osni Segalla 5 de dezembro de 2016 - 22:28

Boa noite, Fernanda. Fazer os pagamentos estágio/escola, nossa manutenção e demais despesas via transferência bancária, cartão pré-pago, débito/crédito ou outro meio que o valha, não há nenhuma dificuldade. Custoso são as taxas e mais 6,38% de IOF…(R$638,oo)., chegaremos perto de R$ 1.000,00. É muita coisa ! É caríssimo !!!
Entretanto, é sabido o risco em portar dinheiro vivo, muito embora haja punguistas no mundo todo, creio que não sejam tão agressivo quanto no Brasil -.modus operandi -: arrastão, ameaças com arma de fogo, arma branca, etc…
Por fim, preciso descobrir um meio ultra discreto e menos perigoso, de chegar à escola com o dinheiro vivo. Uma vez alojado na escola, só terei 7. mil Euros… guardo-os no cofre e vou sacando menores parcelas semanalmente. .Que tal ? Este serviço foi oferecido As datas aqui mencionadas, por segurança não são verdadeiras.
Agradeço sua atenção e caso se lembre de alguma alternativa, por favor, me informe. Seu blog é DEEZZZ !!!.

Reply
Fernanda 7 de dezembro de 2016 - 23:08

Certamente não é agressivo como aqui. Acho que essa sua ideia do cofre boa. Talvez levar uma parte do dinheiro em notas de 500 euros para fazer menos volume?

Reply
Osni Segalla 8 de dezembro de 2016 - 06:43

È vero ! Vou tentar novamente, trocar parte do dinheiro em notas de 5oo Euros, porém, preciso de fontes confiáveis. , As notas maiores são as mais falsificadas, portanto, creio seja uma boa medida de segurança “xerocar” algumas, afinal serão poucas. Nos EUA, Miami, . um amigo teve as notas trocadas, explico: – Fez uma compra de U$ 12 e pagou com uma nota de U$ 100. Ato contínuo, o caixa da loja recebeu a nota, abaixo-se para abrir a gaveta – ai vem o golpe – trocou a nota recebida por uma falsa, devolveu-a ao meu amigo e lhe perguntou se não tinha uma nota menor.. Pior, ele tinha e pagou. Para seu desconforto na próxima compra com a tal nota falsa de U$ 100, – evidentemente que ele não sabia -, entrou na maior “fria”. Depois de muita “bucha” , e assessorado por guias experientes e auxiliado pelos “xerox”, resolveu-se a a situação junto às autoridades policiais. Olho Vivo e Faro Fino, nunca é demais. Reproduzi, conforme me contado. Espero ter colaborado. Abraços.

Reply
Fernanda 8 de dezembro de 2016 - 20:34

Eu levei uma em setembro e troquei no banco mesmo.

Reply
Amauri Czachorowski 12 de dezembro de 2016 - 19:32

Em agosto/2016, eu e minha esposa fomos a Noruega visitar uma filha que estuda lá, estávamos com toda a documentação necessária e chegamos por Amsterdã. O oficial foi super simpático, estava mais interessado em falar português conosco e apenas perguntou quanto tempo iríamos ficar. Inclusive nos desejou boas vindas em português.

Reply
Fernanda 12 de dezembro de 2016 - 19:52

Ele falou português? Que legal!

Reply
Jlbf 28 de março de 2017 - 13:11

Quando eu morava na Alemanha, fiz uma vez uma viagem Amsterdam Londres, porem na saída de Amsterdam o oficial não carimbou meu passaporte. Eu achei estranho e perguntei, ele disse que como eu tinha permissão de residencia (tenho passaporte brasileiro), eles não carimbavam. No final disse um “thank you” e ele me disse obrigado. Fiquei impressionado c a simpatia do cara.

Reply
lucas mendonça 17 de dezembro de 2016 - 21:39

tenho uma dica muito boa, quando compramos as passagens com cartão de crédito master/platinum
você ganha o seguro viagem, é só entrar no site da master card.

Reply
Fernanda 18 de dezembro de 2016 - 21:15

Na verdade isso está bem detalhado no post, mas nem todo mundo tem cartão Platinum ou de categoria superior.

“Se você comprou a passagem com um cartão de crédito de categoria Visa ou Master Platinum (ou categoria superior) pode solicitar o seguro gratuitamente tanto para você como para cônjuge e filhos menores de 23 anos. Importante: você deve obrigatoriamente ter comprado todas as passagens com o cartão de crédito da categoria Platinum ou superior ou pelo menos ter feito o pagamento das taxas de embarque no caso de passagens emitidas com milhas”.

Reply
Juliane 28 de dezembro de 2016 - 22:28

Boa noite Fer
Irei fazer uma viagem para Alemanha, comprei as passagens de Ida e volta, fiz o seguro saúde e tenho a carta convite. Irei em.um vøo direto para Franksfurt onde meu amigo estar a la me aguardando.
Irei levar 1000euros em especcie e nao tenho
cartao de credito, alguma fica estou mto aprensiva …sera a viagem dos meus sonhos.
Nao tenho comprovante de renda.

Reply
Fernanda 29 de dezembro de 2016 - 08:32

Fique tranquila e diga a verdade (se eles perguntarem algo): quantos dias irá ficar e mostre a passagem de volta.

Reply
Patricia Mendes 29 de dezembro de 2016 - 11:32

Ola Fernanda!
Li sobre a carta convite,minha duvida é:
Minha filha de 17 anos vai p Portugal em maio visitar o pai e os avós,ela precisa desse documento???
Estive lá c ela em 2003 e na imigração não pediram,apenas perguntaram para a casa de quem eu estava indo e qt tempo ficaria.

Reply
Fernanda 29 de dezembro de 2016 - 17:51

Se ela não tem cidadania europeia é bom que o pai e/ou os avós façam a carta convite para ela.

Reply
Raquel 29 de dezembro de 2016 - 14:52

Boa tarde!

Parabéns pelo blog, tem ótimas informações e está me ajudando muito a organizar meu intercâmbio no semestre que vem.

Uma dúvida: para a entrada na Holanda com passaporte e cidadania europeias, você saberia dizer quais os documentos que ainda podem ser pedidos? Será que precisaria apresentar já a passagem de volta?

Obrigada desde já!

Reply
Fernanda 29 de dezembro de 2016 - 17:50

Com cidadania europeia, eles só verificam se o passaporte é verdadeiro. Estive na Europa 2x agora em 2016 e não me perguntaram nada. Entrei com o passaporte italiano.

Reply
Roseane Costa 1 de janeiro de 2017 - 01:43

Bom dia! Feliz Ano novo!
Gostaria de saber se eu, brasileira casada com um holandes, acompanhada do meu esposo, posso ir para Bélgica entrando por Portugal ou Espanha, sem apresentar o comprovante de reserva no hotel ou meios financeiros.
Ele mora comigo no Brasil, e pretendemos ir morar na Bélgica. Lá ele procurará trabalho e moradia, por isso não tenho carta convite.
Como é esse comprovante de reserva? Há como reservar o hotel e não ficar nele por todo período reservado sem problemas com a imigração?
Agradeço desde já é aguardo contato.
Rose.

Reply
Fernanda 2 de janeiro de 2017 - 09:21

Vocês vão passar juntos, certo? Mas vão ficar em algum hotel ou na casa de parentes dele?

Reply
kamilla 1 de janeiro de 2017 - 23:10

boa noite … parabens pelo blog … eu tenho uma dúvida .. eu irei viajar para frança agora em fevereiro e irei entrar por portugal … eu irei ficar na casa da minha prima que esta fazendo mestrado em paris . ela tem casa alugada lá e esta mandando a carta convite .. gostaria de saber se por ela esta fazendo apenas mestrado la se tem problema a carta convite ? …e como é o modelo da carta convite ? tem que ser passado pela prefeitura de paris ?

Reply
Fernanda 2 de janeiro de 2017 - 20:13

Se ela estiver com o visto de estudante pode dar problema com a carta convite, por ser um visto temporário.

Reply
Julliana 3 de janeiro de 2017 - 00:19

Oi Fernanda. Apenas a fim de atualização pois havia enviado algumas perguntas com dúvidas.
Então, fui agora em dezembro para Portugal entrando por Madri. Levei tudo, mas não pediram absolutamente nada. Nem carta convite muito menos o seguro.
O marido da minha amiga foi a França também agora nesse período e entrou numa boa.

Reply
Fernanda 3 de janeiro de 2017 - 00:31

Que bom! Espero que tenha gostado de Portugal. Um amigo meu esteve em Londres agora no natal e pediram um monte de documentos e fizeram várias perguntas. Realmente não tem como prever.

Reply
Ingo Vidal 7 de janeiro de 2017 - 21:11

Oi Fernanda..Fui em agosto de 2016 dá Alemanha para a Ucrânia e não precisei de visto. Como a Ucrânia não consta do Tratado fica a dica.Kiev é lindíssima e tudo super barato. ?

Reply
Fernanda 7 de janeiro de 2017 - 21:24

Eu quero muito conhecer a Ucrânia 🙂

Reply
Jefferson 8 de janeiro de 2017 - 02:40

Uma duvida: como mostramos ao agente da imigração que reservamos o hotel? Como conseguimos esse “comprovante” de reserva??
Bela postagem

Reply
Fernanda 8 de janeiro de 2017 - 11:21

Quando você faz a reserva pelo booking (ou qualquer outro site) vem por e-mail o comprovante da reserva. Pode imprimir esse e-mail e mostrar ao agente da imigração.

Reply
Maria Rodrigues 8 de janeiro de 2017 - 22:57

Ola Fernanda! gostaria de saber se posso viajar somente com meu passaporte Portugues,pois o meu Brasileiro ja esta vencido. e quais os documentos devo apresentar neste caso. bjs e boa noite,

Reply
Fernanda 8 de janeiro de 2017 - 23:19

Você pode viajar com o passaporte português e seu RG brasileiro, mas tem que deixar claro aqui na saída (para a PF) que tem dupla cidadania. Eu já fiz isso.

Reply
Maíra 9 de janeiro de 2017 - 16:36

Otima lista Fernanda! E o seguro de viagem juntamente com passaporte, pra mim sao os mais importantes!

Reply
Fernanda 9 de janeiro de 2017 - 20:56

Com certeza!

Reply
Edina 13 de janeiro de 2017 - 02:08

Espetacular e de muita itilidade se blog, me esclareceu im monte de dúvidas. Parabéns!!

Reply
Fernanda 16 de janeiro de 2017 - 09:13

Obrigada!

Reply
Fernanda 17 de janeiro de 2017 - 22:19

Olha, eu prefiro não arriscar. Mas que bom que gostou das dicas 🙂

Reply
Yasmin 22 de janeiro de 2017 - 14:58

Olá Fernanda, Boa tarde.
Tenho uma viagem marcada para Amsterdã, mas vou ficar na Alemanha.
A carta convite substitui o custo diário?
Obrigada

Reply
Fernanda 25 de janeiro de 2017 - 21:53

Ela substitui o comprovante de hospedagem.

Reply
Rony Melo 22 de janeiro de 2017 - 21:56

OI, Fernanda! Parabéns pelas respostas dos comentários e pelo post bem detalhado. Não sei em que você trabalha, mas adoriaria que migrasse para o SAC do meu banco. Vou passar 17 dias na Europa (Alemanha e França) e não estou muito feliz em levar 65 Euros/dia em Cash não (no site do consulado alemão, já que entrarei por Frankfurt, não há essa especificação). Fico então preocupado com a comprovação da disponibilidade dos saldos dos cartões de crétido internacionais uma vez que são em Reais, e provavelmente o agente de imigração não tem ideia da conversão das moedas. Estou bastante preocupado com isso. Mas Dicas?

Reply
Rony Melo 22 de janeiro de 2017 - 22:00

Mais dicas?*

Reply
Fernanda 23 de janeiro de 2017 - 21:32

Quanto a ser em reais não tem problema nenhum, porque se for preciso eles fazem a conversão lá. Uma vez me perguntaram quanto de dinheiro eu estava levando e o oficial se contentou com minha resposta. Nem quis ver o dinheiro. Pode ir tranquilo!

Reply
larissa 27 de janeiro de 2017 - 13:08

oi Fernanda boa tarde. pretendo viajar para Viena, Praga e Budapeste em setembro, minha dúvida e: devo trocar reais por Europa aqui no Brasil d quando chegar aos países faço nova troca pela moeda local, ou levo reais para fazer a troca diretamente em cada país?

Reply
Fernanda 28 de janeiro de 2017 - 11:56

Em Viena a moeda é euro. Em Praga e Budapeste eu troquei euro pelas moedas locais em uma das inúmeras casas de câmbio espalhadas pela cidade.

Reply
Adroaldo Mendes 10 de fevereiro de 2017 - 22:59

Fernanda estarei em viagem agora no período de carnaval, sairei daqui de Salvador para Lisboa, será um período de 10 dias, onde pretendo também ir até Roma na Itália, tem como ir e voltar de trem, agindo assim seria mais econômico do que avião?

Reply
Fernanda 11 de fevereiro de 2017 - 11:19

Não é tão perto assim. É melhor voar mesmo, até porque você só vai ficar 10 dias.

Reply
Gabi Moniz 16 de fevereiro de 2017 - 09:37

Dicas excelentes!!! Também sempre renovo o passaporte 6 meses antes do vencimento. Seguro morreu de velho, né?
De todas as vezes que entrei na Europa, apenas em Londres que foram chatinhos e pediram até para ver o dinheiro que eu tinha. Mas no final deu tudo certo 😉

Reply
eloisa 21 de fevereiro de 2017 - 10:51

Ola se eu tiver uma carta de convite eu preciso comprar a minha passagem de volta ??

Reply
Fernanda 22 de fevereiro de 2017 - 20:18

Para entrar como turista? Sim.

Reply
Marcia Santos Malheiros 28 de fevereiro de 2017 - 17:16

Acompanho sempre s blog parabéns! Surgiu uma oportunidade de viagem a Portugal entrando por Madrid em Mai/17 (volta tb maio) mas meu passaporte vence em junho/17. Já agendei para tirar outro antes dessa viagem, mas não terá decorrido 6 meses desse último. É lei essa carência de 6 meses? Será q tem algum problema, viajando com os dois passaportes?

Reply
Fernanda 28 de fevereiro de 2017 - 18:08

O passaporte precisa ter validade mínima de 90 dias após o término da viagem. No seu caso, o passaporte atual não atende esse prazo. Viaje só com o passaporte novo que cumprirá todos os requisitos.

Reply
Vera Stapeler 5 de março de 2017 - 20:27

Fernanda,minha irmã e eu estamos planejando passar dois meses na Austrália ,pois meu sobrinho está tentando obter o visto para trabalhar lá.Como temos mais sessenta anos ,ela pensionista e eu autônoma ,como posso eu comprovar renda para passar esse tempo lá.Tenho cartão de crédito .Sou dependente de meu companheiro no imposto de renda .Grata

Reply
Fernanda 5 de março de 2017 - 20:31

Vera, você tem passaporte europeu ou você pretende tirar o visto com o brasileiro? É que você está perguntando em um post da Europa.
Se você tiver passaporte europeu, pode tirar o visto online. Não há custo e não pedem comprovantes financeiros. Já com o passaporte brasileiro, o processo também é feito online, porém eles exigem comprovantes de renda. Meu amigo teve que mandar extratos da conta corrente, por exemplo.

Reply
Geyza 8 de março de 2017 - 08:30

Olá Fernanda! Ótimas dicas as suas.
Estou planejando fazer minha primeira viagem para a Europa com meu marido. Pensei no roteiro de Paris – Veneza – Florença – Roma. Gostaria de saber sua opinião sobre a locomoção. De Paris para Veneza é melhor ir de avião ou trem? E para circular entre essas cidades da Itália, é melhor ir de trem ou alugar carro? Queria algo que fosse mais econômico e prática, pois nunca fui para a Europa e não falo inglês. Tenho medo de ficar meio perdida.

Obrigada!.

Reply
Fernanda 12 de março de 2017 - 17:57

De Paris para Veneza é melhor avião. Dentro da Itália você pode viajar de trem. É bem tranquilo.

Reply
Paulo 15 de março de 2017 - 21:52

Fernando agradeço se puder esclarecer.Sou casado no Brasil com espanhola e vamos viver na Espanha eu sou brasileiro .Podemos entrar por Portugal e ir para Espanha depois ( tenho parentes portugueses ) ? E como vamos viver na Espanha podemos ir só com passagens de ida?

Reply
Fernanda 18 de março de 2017 - 12:12

Tem que ver com o consulado qual o procedimento para tirar o visto de cônjuge (ou o nome que cada país dá a esse tipo de visto) e se ele tem que ser tirado antes da viagem ou se pode ser tirado lá na Europa mesmo.

Reply
Paulo 15 de março de 2017 - 21:54

Queira desculpar quis dizer Fernanda

Reply
Elivan 17 de março de 2017 - 16:39

Olá, Fernanda!
Viajarei para a França, Itália e Bélgica em julho. Acabei de tirar o passaporte; está novinho em folha! Gostaria de saber se, além dele, preciso apresentar também minha carteira de identidade. Acontece que já a tenho há mais de 10 anos e não sei se isso influenciará em algo.
Obrigado!

Reply
Fernanda 18 de março de 2017 - 09:45

Não precisa.

Reply
Fabiano Borges 21 de março de 2017 - 08:58

Olá! Estou fazendo minha primeira viagem à Europa em abril e vou com meu namorado que está custeando a viagem. Gostaria de saber se há algum problema em passarmos pelo balcão de imigração juntos, sendo que nosso destino é a Itália, mas nossa porta de entrada é em Lisboa. E estou meio receoso por não ter vínculo, mas estamos com tudo certinho pra passar 15 dias. Todas as reservas de hotéis, passaportes novos, quantia de 2 mil Euros pra cada, cartões de crédito internacional, passagem de volta e ele tem visto americano.
Ameniza essa agonia, por favor! Rs… Grato!

Reply
Fernanda 21 de março de 2017 - 18:23

Não há problemas em passar juntos na imigração. Eu sempre passo com a pessoa que estou viajando junto (seja amigo (a), namorado, familiar, etc.).

Reply
andre 22 de março de 2017 - 21:04

ola fernanda, vou pegar minha cidadania italiana aqui no brasil como casei esse ano minha esposa nao vai ter cidadania e ela esta gravida.assim que estiver com ela em maos vamos morar na italia ,ela vai ter problemas para entrar na italia mesmo estando junto comigo?tipo passagens ida e volta etc…

Reply
Fernanda 26 de março de 2017 - 16:56

Tem que verificar com o consulado qual o procedimento para tirar o visto de cônjuge para ela.

Reply
Roberta Takata 24 de março de 2017 - 14:02

Olá Fernanda!

É comum negarem visto para brasileiros mesmo tendo toda documentação em mãos??

Ou os vistos negados são aqueles que não estão com a documentação em mãos?

Obrigada!

Reply
Fernanda 26 de março de 2017 - 16:52

Normalmente eles negam a entrada de quem não vai fazer turismo e está tentando entrar na Europa para trabalhar ilegalmente. Nesses casos, a pessoa costuma não ter passagem de volta, comprovante de hospedagem, dinheiro para se manter durante o período, etc. Se você vai a turismo e tem como provar isso, fique tranquila.

Reply
Andressa 24 de março de 2017 - 20:29

E o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia é obrigatório apresentar?

Reply
Fernanda 26 de março de 2017 - 10:12

Não.

Reply
César Luiz 2 de abril de 2017 - 23:44

Oi Fernanda.
Eu nunca fui pra fora do Brasil e pretendo ir para a França em setembro. Com relação ao seguro viajem um amigo meu comentou que ele custa cerca de 100 dólares…é isso mesmo? E no caso eu devo levar o contrato do seguro impresso?

Reply
Fernanda 15 de abril de 2017 - 18:10

Depende da duração da viagem, mas paguei bem menos do que isso na última vez que fui para a Europa. Acho que R$150 para 15 dias de viagem.

Reply
Fernanda 15 de abril de 2017 - 18:10

E eu sempre levo impresso.

Reply
João Bosco 2 de Maio de 2017 - 19:14

Olá Fernanda, boa noite! Muito boa suas dicas de viagens para quem quer ir à Europa. Estou fechando meu roteiro para começar a comprar. Pretendo passar uns 30 dias por lá, indo em uns 5 países (Portugal, Espanha, França, Itália e Grécia), mas estou muito perdido como funciona o transporte e a questão da entrada e saída de um país para o outro, será que pode me dar umas dicas? Principalmente em relação ao tipo de transporte que tem o melhor custo benefício de um país ao outro… Dentro de cada país, pretendo visitar uma média de duas ou 3 cidades, dependendo. Em relação a Grécia, tem alguma dica sobre como é o transporte de uma ilha para outra??

Mais uma vez, muito obrigado pelas dicas!

abraços

Reply
Fernanda 5 de Maio de 2017 - 23:39

Oi, João! Eu nunca fui para a Grécia, mas dependendo das ilhas o transporte é feito por ferry. Em relação à entrada e saída dos países é muito tranquilo. Se você for visitar esses países mesmo só fará a imigração no país de entrada. Transporte entre os países: eu uso muito as low cost europeias (dá uma lida https://www.precisoviajar.com/2016/09/economizar-na-europa-low-cost.html). Em Portugal já viajei muito dentro do país de ônibus e na Espanha e Itália de trem (trechos internos).

Reply
Andressa Siva Bernardino 8 de Maio de 2017 - 19:22

Olá Fernanda! Conheci seu blog hoje e amei. Parabéns pelo conteúdo e ajuda a todos os futuros viajantes.
Eu nunca viajei para fora do Brasil, comecei a trabalhar a pouco tempo e pretendo viajar para Barcelona. Meu pai conhece uma pessoa que tem casa em Barcelona, porém ele não mora lá e sim no Brasil. Eu consigo uma carta convite dele mesmo assim? Porque no caso eu me hospedaria lá. Outra dúvida é se eu for com amigos/namorado tem como passar na imigração juntos? Desde já eu agradeço. Grande abraço!

Reply
Letícia 19 de julho de 2017 - 21:09

Olá Fernanda! Conheci seu blog hoje e amei. Parabéns! Minha dúvida, estou indo pela primeira vez para Barcelona, nunca viajei para fora do Brasil antes. Lá de Barcelona consigo pegar um trem para Paris, mas preciso levar quais documentos quando descer lá em Paris? Minha estadia lá seria apenas para turistar durante o dia e voltar para Barcelona de trem.

Reply
Maeva Lupoli Kalil Chufalo 19 de julho de 2017 - 22:28

Boa noite Fernanda! Vamos viajar em familia para Barcelona e Lisboa em agosto. Gostaria de saber se precisamos de comprovante de vacinação contra febre amarela? Outra coisa: vamos ficar em apartamento nas duas cidades pelo sistema Airbnb. Temos que ter carta convite ou algo parecido pra apresentarmos no aeroporto?

Reply
Joyce Moysés 23 de julho de 2017 - 10:22

Olá, Fernanda, muito esclarecedor seu post. Duas dúvidas: 1. no caso de usar o seguro saúde pela compra de passagens com cartão de crédito, eu tenho um papel físico para comprovar esse seguro na imigração? e 2. depois que eu saio de Portugal, há uma carência de quanto tempo para entrar de novo como turista? obrigada Joyce

Reply
Fernanda 23 de julho de 2017 - 20:55

Sim, dá para imprimir a apólice do seguro.

Reply
Paula 27 de julho de 2017 - 05:02

Olá, Fernanda! Muito boas as informações. Duas dúvidas também: estou indo pra Dublin mês que vem, por Paris. Pelo que li acima a Irlanda não faz parte do Tratado de Schengen então terei de passar pela imigração em Paris e Dublin? E terei de fazer um seguro saúde mesmo tendo comprado a passagem com Visa Platinum ? Obrigada, Paula

Reply
michele souza 31 de julho de 2017 - 15:22

Ola Fernanda, boa tarde.
estou para viajar a Suiça no começo do mês de setembro deste ano e gostaria de saber se preciso ter uma conta corrente em banco ou se minha conta poupança ja basta e qual banco vc me indica para conta poupança. uma vez que não tenho conta corrente em banco apenas poupança e na caixa economica banco que existe apenas no estado do espirito santo.

Reply
FERNANDO 19 de agosto de 2017 - 21:16

Fernanda, bom dia.

Estou em uma situação um tanto intrigante, talvez você possa me auxiliar com alguma nova informação.
Tenho dupla cidadania italiana e minha esposa e eu moramos a 4 meses na Alemanha, porém a carta verde de minha esposa não está pronta ainda. QUeremos fazer um tour pela europa, Londres, Amsterdã, Paris, enfim… Minha dúvida é em relação ao documento que ela irá apresentar nesses países, pois teoricamente o passaporte Brasileiro já teria “vencido” os 3 meses de turismo para turismo. Ou nesse caso o passaporte brasileiro dela e a certidão de casamento nossa já é suficiente? Ou esse prazo de turista contaria a partir da entrada em cada país?
Você teria alguma informação sobre isso, ou até mesmo algum contato que possa nos ajudar.

Obrigado e parabéns peas publicações.

Reply
Rosiney Augusto Dorne 27 de agosto de 2017 - 11:04

Fernanda e toda a galera !

Alguém sabe se existe e onde compro um chip para celular que possa ser usado em toda a Europa, visto que meu chip da TIM do Brasil só conseguirei no wi-fi do hotel , a não ser que pague o home internacional, mas é muito caro e não compensa !

Muito obrigado pela atenção de vocês !

Reply
Fernanda 27 de agosto de 2017 - 18:47

Agora acabou a cobrança de roaming nos países da União Europeia. Você pode comprar um chip no primeiro país que visitar e utilizar nos demais.

Reply
Adilson Dória Alves Periera 28 de agosto de 2017 - 19:33

Fernanda, resido em Minas Gerais, Brasil e necessito visitar uma filha que reside, juntamente com seu marido, em Auckland, New Zealand. Nunca fui e sequer sei o que necessito de documentos, pois não possuo, nem mesmo, os primários, como passaporte, etc. Por onde deverei começar? Grato. Bjs. Adilson Dória.

Reply
Fernanda 28 de agosto de 2017 - 20:24

Comece pelo passaporte, depois compre a passagem. Nova Zelândia não exige visto de turismo para brasileiros, mas se for ficar na casa da sua filha é bom que ela faça uma “carta convite” dizendo que você irá ficar na casa dela (caso o oficial da imigração solicite comprovante de hospedagem).

Reply
Vítor Beleze 30 de agosto de 2017 - 16:24

Fernanda,
Para viagem do Brasil para Europa/Itália, basta o passaporte italiano, por ter cidadania, brasileira e italiana?
Obrigado

Reply
Fernanda 30 de agosto de 2017 - 21:06

Se você utilizar o passaporte italiano tem que mostrar o RG brasileiro aqui na saída do Brasil e depois no retorno (juntamente com o passaporte italiano). Deixe claro para a PF que você tem dupla cidadania. Eles fazem um registro no sistema. Eu já viajei só com o italiano fazendo esse procedimento e não tive problemas.

Reply
thays 1 de setembro de 2017 - 15:53

Boa tarde,vi o local que vou me hospedar pelo airbnb,é já fechei… preciso pedir uma carta convite ou basta levar a reserva?

Reply
Fernanda 1 de setembro de 2017 - 20:23

Não! Basta levar a reserva.

Reply
Antonio Cano 1 de setembro de 2017 - 16:39

Boa tarde Fernanda.
Muito obrigado pelas excelentes dicas.
Como você mesma disse, é necessário ter em mãos as passagens e comprovantes de hospedagens.
Porém surgiu uma dúvida, que pode ser boba, mas vale a pena perguntar.
Eu comprei todas as passagens por agências on-line.
Também usei o booking.com para fazer as reservas.
A impressão dos emails de confirmação de compra, no caso das passagens e de reserva no casoo das hospedagens, é aceita pelos oficiais de imigração?
Desde já, agradeço.

Reply
Fernanda 1 de setembro de 2017 - 20:24

Sim, eu sempre levo os e-mails impressos.

Reply
PAULO ROBERTO SILVEIRA 4 de outubro de 2017 - 10:32

BOM DIA FERNANDA, minha filha estuda em Faro e durante o fim de semana ela e as colegas vão para Lisboa.
Durante esse período de viagem, ela precisa estar com o passaporte ou uma cópia autenticada é o suficiente ?

Reply
Fernanda 4 de outubro de 2017 - 20:56

Cópia autenticada não tem validade fora do Brasil. Eu aconselho levar o passaporte.

Reply
André t 5 de outubro de 2017 - 10:29

Bom dia. Muito bom todas as dicas. Por favor estarei viajando para Portugal na casa d meu irmão q tem dupla cidadania e farei escala em Madri. Será q preciso da carta convite la?

Reply
Fernanda 5 de outubro de 2017 - 11:24

Sim, é bom levar a carta convite.

Reply
Jonatha 17 de outubro de 2017 - 20:18

Olá Fernanda, tudo bem? Eu amei o seu blog e as dicas, irei para PT ano que vem provavelmente em julho, tenho 22 anos, só que eu já tive o meu visto negado para os EUA, e desisti da minha viagem para Los Angeles, será que tem algum problema na hora da imigração portuguesapir causa do meu visto americano negado que tive na hora da entrevista no consulado da minha cidade? Eu irei a passeio por 15 dias no máximo, hoje em dia eu já abri uma micro empresa no meu nome, pois sou fotógrafo e vivo disso, será que teria algum problema, levando toda a documentacao em original até da minha empresa, extra bancários, caso peçam?

Reply
Fernanda 18 de outubro de 2017 - 00:23

Acredito que não.

Reply
André Henrique 27 de outubro de 2017 - 21:34

Ola Fernanda,

Vou fazer minha primeira viagem internacional para Roma em Maio com um amigo e não falamos inglês,vamos ficar na casa da irmã dele, será que enfrentaremos muitas dificuldades com os oficiais de imigração? ou também irá depender de onde faremos escala? agradeço desde já.

abraços

Reply
Fernanda 2 de novembro de 2017 - 22:14

Sim, depende de onde fará a escala. Se for em Portugal, por exemplo, é mais fácil.

Reply
Taíse Costa 31 de outubro de 2017 - 09:55

Fêh, adoro seu blog , você me ajudou muito com algumas dúvidas, faz uns dias que estou acompanhando . Gratidão ?

Tenho a seguinte dúvida : Meu marido vai viajar para Portugal provavelmente em Abril de 2018 , isso para morar … Ele possui nacionalidade Espanhola através dos avós dele , não somos casados oficialmente, estamos em união estável , eu provavelmente se tudo der certo , vou depois dele , será minha 1° viagem fora do Brasil rs. Você sabe me dizer o que devo fazer pra entrar em Portugal para morar estando com o meu marido já lá? A gente precisaria casar antes de ambos irem ? Ou eu entro lá como turista com duração de 3 meses e uns dias antes do vencimento eu vou ao SEF com ele pra renovar e pedir minha residência? Outra coisa , se não casar aqui , tem como casar lá pós os 3 meses ou precisa ser quando chegar lá? .. Eu no caso precisaria de qual valor máximo pra viajar , Uns R$ 10.000,00 reais daria , mais cartão de crédito internacional? Nesse caso , eu viajando como turista para regularizar lá depois , quais documentos você afirma para que possa levar ? Chegando lá, eu preciso de carta convite do meu marido , dizendo que ele irá me hospedar ? Desculpa tantas perguntas , eu realmente preciso de ajuda e acredito que você vai me ajudar à ficar mais tranquila .

?

Reply
Fernanda 2 de novembro de 2017 - 22:09

Taíse, a primeira coisa que você tem que ver (no consulado) é como funciona a questão da união estável na Espanha. Eu realmente não sei como funciona, quais os direitos, etc.

Reply
Socorro cruz 18 de dezembro de 2017 - 00:34

FERnanda em maio irei
Passar 2 meses na europa pretendo ficar 1 mes explorando portugal e um mes fazer espanha franca e italia. Em relacao a esses tres ultimos qual sequencia melhor e meio transpirte de um para o outro sendo retornarei a portugal p retornar ao brasil. Vc tem ideia em media de valores viagem de um para o outro se for de aviao e o tempo de hora.

Reply
Fernanda 18 de dezembro de 2017 - 09:18

Fui de Paris para o Porto e paguei 50 euros já com a bagagem despachada. Sugiro olhar no Google Flights os valores e ver se fica mais barato ir para a França ou Itália primeiro.

Reply
Rômulo Rabelo 29 de dezembro de 2017 - 01:12

Ótimas dicas..tenho uma dúvida…estou com passagem d ida e volta comprada para Inglaterra. Eu consigo no meio dessa viagem esticar o passeio para outro(s) país(es) antes d voltar para o Brasil ou perco o visto e nao me deixam voltar.?

Reply
Fernanda 29 de dezembro de 2017 - 07:23

Consegue.

Reply
Alice 31 de janeiro de 2018 - 23:38

Boa noite Fernanda, td bem? Amei seu blog!!! Olha só, vou para turquia e minha conexao é em portugal e tambem em porto. Como seria o procedimento já que é um voo doméstico de portugal a porto ? Eu tenho que passar pela imigração mesmo que a Turquia não seja do espaço schengen? Obrigada e beijos

Reply
Fernanda 3 de fevereiro de 2018 - 17:00

Oi, Alice! Sim, irá passar pela imigração em Portugal e Turquia.

Reply
Heitor Crespo 12 de março de 2018 - 19:59

Olá… vou a para Londres em maio para turismo por 15 dias… além do passaporte, quais documentos tenho que levar?

Reply
Vlamir Damiani 29 de março de 2018 - 00:49

Olá sou cidadão europeu e tenho passaporte italiano porém minha esposa não. Ela tem apenas o passaporte brasileiro e estamos indo para Londres para morar. Gostaria de saber se ela precisa da passagem de volta mesmo se eu comprovar através da certidão de casamento traduzida juramentada e apostilada que somos casados. Obrigado

Reply
Bruno 31 de março de 2018 - 22:14

Oi Fernanda, muito legal seu artigo… Você acha que a imigração na europa é mais tranquila do que nos EUA?

Estou indo para a Irlanda com minha namorada em outubro nas minhas férias, mas tenho muito medo de ser barrado. Já tive meu visto americano negado duas vezes por falta de vínculo (tinha tudo certo, até carta assinada da minha empresa dizendo que eu ia voltar, mas não acharam suficiente). Foi uma experiência horrivel e não quero que aconteça denovo… Devo ficar preocupado ou a Irlanda é mais tranquila? Vamos ficar 15 dias em Dublin em um AirBNB.

Reply
Fernanda 1 de abril de 2018 - 16:27

Acho a imigração na Europa bem mais tranquila, ainda mais quando o objetivo da viagem é turismo. Se eles pedirem algo, é só mostrar os comprovantes de hospedagem, passagem de volta, dinheiro e/ou cartão, etc.

Reply
patty 9 de abril de 2018 - 21:50

olá boa noite…
tenho uma dúvida… sou cidadã húngara… porém da primeira vez q fui p Europa usei o passaporte brasileiro… fiz o Seguro viagem… porém foi uma viagem mais rápida.. . pretendo ir sem uma data de volta… talvez estudar e trabalhar… é necessário o seguro viagem? como fazer sem saber o tempo de permanência? tenho q comprovar estadia? ou ter uma carta convite?
grata

Reply
Alyne 10 de abril de 2018 - 11:05

Ótimas dicas, Fernanda.
Estou indo com mais 3 amigos para Amsterdã e gostaria de fazer um bate e volta em Bruges e Bruxelas. Você acha que compensa? Queríamos alugar um carro para isso. Para dirigir na Holanda e na Bélgica é necessário PID ( Permissão Internacional para dirigir)?

Reply
Fernanda 22 de abril de 2018 - 21:00

Eu adorei Bruges. Fui de trem e foi bem tranquilo. Talvez em um grupo de amigos saia mais barato alugar o carro. Precisa da PID.

Reply
Evanir Oliveira Lima 22 de abril de 2018 - 14:44

Boa tarde Fernanda . Vou para a Itália em julho , já tirei o passaporte e comprei a passagem com a data de ida para o dia 5 de julho e a volta dia 7 de agosto . Ficarei hospedada na casa do meu namorado . É obrigatório eu ter uma carta convite dele ? E em relação ao seguro viagem também é obrigatório fazer um ? Escolhi fazer a escala de Fortaleza para Lisboa e Lisboa Florença e volta do mesmo jeito por não dominar o italiano a escala em Lisboa será melhor .Estou precisando dessa informações. Obrigada .

Reply
Roberto 8 de junho de 2018 - 13:35

Boa tarde. É obrigatório o seguro viagem para quem tem dupla cidadania?

Reply
Fernanda 11 de junho de 2018 - 21:56

Olá! Para quem vai entrar com o passaporte europeu não é.

Reply
Raffael Santos de Oliveira 24 de setembro de 2018 - 18:21

Boa tarde Fernanda!

Sou Raffael, moro em BSB e vou passar 89 dias na Suíça sendo marinheiro de primeira viagem. Comprei minha passagem com o cartão VISA INTERNACIONAL e não sei como prosseguir com o seguro viagem. Fiquei bastante preocupado agora, uma vez que minha ida é dia 28 deste.
Pode por gentileza me ajudar? Estou com essa pendência, as demais conseguirei resolver e certamente seguirei suas dicas de montar um pastinha com todos estes documentos.
Desde já agradeço sua atenção!

Reply
Fernanda 24 de setembro de 2018 - 23:37

Se você comprou com o Visa Platinum é só emitir a apólice no site do Visa Platinum. Só veja se cobre os 89 dias.

Reply
Lucas 1 de outubro de 2018 - 16:34

Fernanda, pretendo ir para Europa no ano que vem com minha mãe, mas caso ela desista estou querendo ir sozinho. Você acha que é tranquilo passar pela imigração sozinho com todos os documentos?

Reply
Fernanda 1 de outubro de 2018 - 20:42

É sim, Lucas.

Reply
Joana Darc Correia Rosa 5 de fevereiro de 2019 - 16:47

Olá Fernanda!!
Estou indo Europa pela quarta vez em abril,sempre dá um friozinho na barriga ao passar pela alfândega, mas nunca tive problema,sempre com a pastinha com todos documentos necessários. Nunca me pediram p ver dinheiro.Vou sempre com carta convite.
Seu blog muito bom.Bjos.

Reply
Fernanda 10 de fevereiro de 2019 - 20:54

Olá, Joana! Sempre uma delícia ir para a Europa. Eu adoro. E obrigada por acompanhar o blog.

Reply
Joseane Balzer 29 de março de 2019 - 18:56

Boa noite,quando se trata de um Cruzeiro como proceder?

Reply
Patricia 1 de Maio de 2019 - 19:38

Fernanda, amei …..estou de viajem marcada para Italia/ Sardenha e estou na duvida se preciso levar seguro viagem?pois vou ficar na casa do meu namorado, e na carta convite esta falando que ele tem total responsabilidade sobre mim

Reply
Bruna 11 de junho de 2019 - 15:48

Olá! Tudo bem?

Entao, minha situação é: Eu tenho dupla cidadania (Brasil-Port) e queremos, meu marido e eu, imigrar para Bélgica. Devo entrar na UE por Lisboa.

1)Devo dizer na imigração que estou imigrando? Pq ai meu marido como brasileiro nao precisaria entrar como turista, certo? E comprar passagem de volta, carta convite, etc etc etc. Tenho essa dúvida! Nao faz sentido dizer que estamos imigrando e ele comprar passagem de volta. Ou é melhor comprar mesmo assim?

Muito obrigada!

Reply
wagner 20 de julho de 2019 - 00:24

olá para viajar para portugal é obrigatorio tomar a vacina da febre amarela ?

Reply
Fernanda 20 de julho de 2019 - 20:40

Não é exigida a vacina de febre amarela para viajar para Portugal.

Reply
Ericka Ribeiro 27 de outubro de 2019 - 11:50

Olá…parabéns pelo post.
Tenho uma dúvida, vou viajar com amigos que tem cidadania europeia ficarei hospedada em sua casa por 15 dias , com passagem de volta. Preciso de carta convite ja que estarei viajando com ele?
Só levarei 400 € e cartão , será que isso pode ser algum problema? Grata.

Reply

Deixe um Comentário