Home Destinos InternacionaisEuropaPortugalIlha da Madeira Ilha da Madeira: o que fazer

Ilha da Madeira: o que fazer

por Fernanda

Atualizado em

Você sabia que a Europa tem seu próprio Havaí? Sim, o arquipélago português da Ilha da Madeira é frequentemente comparado ao Havaí, já que as semelhanças entre os dois lugares são surpreendentes.

A Ilha da Madeira é um lugar incrível para se conhecer por muitas razões. É uma ilha exótica, vulcânica, com vales, montanhas e formações rochosas impressionantes, além de ser abençoada com clima bom o ano inteiro. Peguei inacreditáveis 25 graus em pleno final de novembro (outono na Europa).

Além disso, a sua geografia acidentada torna a ilha um local encantador. Antes de mais nada, convém explicar: o arquipélago todo chama-se Ilha da Madeira e é formado pelas ilhas Porto Santo e Madeira (habitadas) e Selvagens e Desertas.

plantações banana madeira
Plantações de banana espalhadas por toda a ilha

 Leia também  

Onde fica a Ilha da Madeira

O arquipélago da Madeira é uma região autônoma, que pertence a Portugal e que fica em frente à costa noroeste da África. Aliás, a Madeira fica mais próxima da África do que de Portugal. Ela fica no Oceano Atlântico a 500 km da África (da costa do Marrocos) e a 1.000 km de Portugal. Tem o apelido de “Pérola do Atlântico” e a cada ano que passa recebe cada vez mais turistas em busca de suas belezas naturais.

Assim, se você está planejando conhecer este lugar incrível em Portugal, confira algumas das opções de o que fazer na Ilha da Madeira. Abaixo coloco todos os lugares que visitei durante os 6 dias que estive na ilha.

o que fazer na ilha da madeira

O que fazer na Ilha da Madeira

#Funchal

Funchal é a capital e a maior cidade da ilha. Conta com pouco mais de 100.000 habitantes. É uma cidade bastante estruturada e sua arquitetura lembra bastante a de outras cidades portuguesas, como Lisboa e Porto, por exemplo.

Onde se hospedar em Funchal

Escolhi me hospedar em Funchal porque é o local com mais ofertas de hotéis na ilha. Fiquei no honesto Hotel do Carmo (RESERVE AQUI). Um hotel simples, com piscina, café da manhã incluso na diária, ótimo custo x benefício e a uma curta distância da Sé de Funchal e do centro da cidade. Outra boa opção nessa região central é o Hotel Turim Santa Maria (RESERVE AQUI).

hotel do carmo funchal
Hotel do Carmo

Para quem está com o orçamento mais folgado, os seguintes hotéis são muito bem avaliados: Hotel Royal Savoy (RESERVE AQUI), Pestana Carlton Madeira (RESERVE AQUI), Quintinha São João (RESERVE AQUI). Para uma experiência realmente diferenciada, o Belmond Reid’s Palace (RESERVE AQUI) é uma boa pedida.

Zona Velha de Funchal

A Zona Velha é um local agradável e animado em Funchal. A maioria das lojas e restaurantes da cidade estão localizados nesta área.

Um destaque dessa área vai para a coloridíssima Rua de Santa Maria, uma rua de pedestres lotadas de bares e restaurantes. Lá é possível encontrar menus completos (entrada + prato principal + sobremesa) por até 10 euros.

rua santa maria funchal
Rua Santa Maria

Se por ventura estiver com um orçamento mais folgado, eu recomendo o Restaurante Santa Maria. É um pouco mais caro, mas a comida é muito boa. O bom de Portugal é que os cardápios ficam expostos do lado de fora dos restaurantes e você pode olhar as opções e os preços antes de entrar.

restaurante santa maria funchal
Mojito, peixe espada com banana e menu degustação no Restaurante Santa Maria.

Ainda na Zona Velha, vale a pena visitar o Mercado dos Lavradores, um mercado de flores, frutas, legumes e peixes.

Teleférico do Monte

Visitar o Monte é uma das atrações mais populares de Funchal há várias décadas! No início do século XX, os turistas podiam chegar à montanha através de um trem a vapor. Atualmente, você pode fazer o mesmo trajeto e apreciar a paisagem com o Teleférico do Monte (Teleférico de Funchal).

Esse teleférico liga a parte velha de Funchal ao Monte da cidade. Essa viagem leva cerca de 15 a 20 minutos (por percurso), dando tempo para que você desfrute das belas vistas da cidade e seus arredores.

O teleférico cobre uma longa distância (mais de 3,2 km) e faz uma impressionante subida de 580m. Uma vez no Monte, seguem algumas opções do que você poderá conhecer por lá são: Igreja do Monte, Jardim Tropical Monte Palace e Jardim Botânico.

teleférico do monte
Teleférico do Monte

Outra atração bastante popular no Monte é o “carro de cesto”, que antigamente era usado como transporte dos moradores. Eles são de vime e movidos pelos carreiros (dois homens) que usam as solas de seus sapatos como freios. Os carrinhos vão ladeira abaixo a partir do Monte. Eu achei uma “brincadeira” cara (25 euros para 1 pessoa, 30 euros para 2 pessoas e 45 euros para 3 pessoas) e decidi não descer.

Se por acaso decidir descer o monte com os carrinhos de cesto, compre apenas a passagem de ida do teleférico. A passagem de ida custa 11 euros e a de ida e volta 16 euros (preços de novembro/19).

carro de cesto
Tradicionais carros de cesto. Foto: Shutterstock por studio f22 ricardo rocha

Catedral de Funchal – Sé

Localizada no centro da cidade, a Catedral de Funchal (Sé) é um dos principais marcos históricos de Funchal. Construída no início do século XVI, no auge da era dos exploradores portugueses, a Catedral de Funchal é um símbolo de poder e prosperidade.

Ela possui um estilo de arquitetura gótico, composto de madeira dourada, pinturas a óleo sobre madeira e pequenas esculturas. O teto de madeira de cedro com elementos de marfim é considerado um dos mais belos de todo o país.

catedral da sé funchal
Catedral da Sé. Foto: Shutterstock por Petr Pohudka

Parque de Santa Catarina

Outro lugar bastante interessante para conhecer em Funchal é o Parque de Santa Catarina. Esse parque oferece uma vista linda sobre a baía de Funchal.

parque santa catarina funchal
Parque Santa Catarina. Foto: Shutterstock por Robert Galvin-Oliphant

#Lado Oeste da Ilha

Além da região de Funchal, você pode desbravar outros locais na costa da Ilha da Madeira. A saber: como eu viajei sozinha, eu não aluguei carro. Fiz todos os passeios com agências locais e comprei os passeios pela Get Your Guide, parceira aqui no blog.

São muitas as agências que operam na ilha e os tours são praticamente idênticos. Algumas paradas são realmente desnecessárias, mas para quem viaja sozinho, é a melhor opção (financeiramente falando). Enquanto um tour sai na faixa dos 25 euros, um táxi particular fica 140 euros/dia e o aluguel de um carro (só o aluguel) fica na faixa dos 40 euros/dia.

Porém, se você estiver viajando com mais pessoas, vale a pena alugar um carro. No entanto, tenha em mente que dirigir na Madeira não é uma tarefa para amadores. As estradas são bemmmm sinuosas e muitas delas bem estreitas e de mão dupla.

Enfim, voltando para o passeio pelo lado oeste da ilha, que é o mais concorrido. O tour visita vários lugares, entre eles: Cabo Girão, Ribeira Brava, Ponta do Sol, Fanal, Ribeira da Janela, Porto Moniz, Seixal, São Vicente, Miradouro da Encumeada. Esse foi o tour que fiz: tour lado oeste saindo de Funchal.

porto moniz
Porto Moniz

Cabo Girão

O Cabo Girão é um mirante que fica 580 metros acima do nível do mar. Ele fica na vila de Câmara dos Lobos. Em outubro de 2012, foi aberta uma plataforma de observação de vidro, chamada Skywalk, que oferece vistas incríveis para o mar, para a cidade de Funchal e a Câmara de Lobos. Apesar de ter visto muita gente com medo por conta da plataforma de vidro, eu achei bem tranquilo até porque o vidro tem umas “bolinhas”.

cabo girão
Cabo Girão

Ribeira Brava

A Ribeira Brava é uma simpática e pequena cidade localizada na foz do rio com o mesmo nome. Os grandes atrativos da cidade são: o rio, uma pequena torre (vestígio de uma fortificação do Século XVII), uma igreja, as montanhas repletas de bananeiras e a praia.

ribeira brava
Ribeira Brava

Ponta do Sol

A Ponta do Sol é considerada a cidade mais quente da ilha já que é lá que o sol brilha durante o maior número de horas. Por consequência, a praia da Ponta do Sol é bastante procurada pelos turistas. É uma praia de pedras, cercada de falésias e conta com uma boa estrutura com bares, restaurantes e estacionamento.

ponta do sol
Ponta do Sol. Foto: Shutterstock por Michael Thaler

Porto Moniz

Porto Moniz é um dos lugares mais famosos da ilha e bastante popular por conta de suas piscinas naturais formadas pela lava vulcânica. Apesar de o tempo ter fechado justamente quando chegamos em Porto Moniz, tenho que admitir que fiquei admirada com a beleza do lugar.

Na entrada da vila de Porto Moniz há também as piscinas naturais do Aquário, com água extremamente transparente. Ficam ao lado do restaurante Cachalote.

porto moniz
Porto Moniz

Seixal

Seixal é famosa por conta de peculiar praia de areia preta e vistas singulares das montanhas.

seixal
Praia de Seixal

Miradouro da Encumeada

Do Miradouro da Encumeada tem-se vistas maravilhosas dos vales da Ribeira Brava e São Vicente.

encumeada
Miradouro da Encumeada

 Leia também  
  • Roteiro 15 dias em Portugal
  • Roupas de frio em Portugal: onde comprar?
  • Lisboa com chuva: o que fazer?

  • #Lado Leste da Ilha

    Fiquei completamente apaixonada pelo lado leste da ilha e recomendo fortemente que você conheça essa região. Apesar dos pontos turísticos do lado oeste serem mais famosos, eu achei o lado leste muito mais bonito. Esse foi o tour que fiz: o melhor do lado leste saindo de Funchal.

    Passamos por Camacha, Pico do Areeiro, Faial, Santana, Porto da Cruz, Machico, Pico do Facho e Ponta de São Lourenço.

    Pico do Areeiro

    O Pico do Areeiro está a 1.818 metros de altitude. É o terceiro pico mais alto da ilha e oferece uma vista panorâmica muito bonita. É de lá que começa uma das trilhas mais puxadas e populares, a trilha Pico do Areeiro – Pico Ruivo (o pico mais alto da ilha).

    Faial

    O Faial é uma pequena vila na costa nordeste da ilha. Foi certamente a parte que mais gostei na Madeira, principalmente a parte da Travessa do Guindaste. O visual é de cair o queixo.

    o que fazer na ilha da madeira

    Santana

    É em Santana que ficam as casas típicas da Madeira, com formato triangular e teto coberto de colmo. Restam poucas casas típicas na ilha.

    o que fazer na ilha da madeira
    Casas típicas de Santana

    Pico do Facho

    O Pico do Facho fica a norte de Machico e oferece uma vista panorâmica de Machico e do “assustador” aeroporto da ilha.

    pico do facho
    Pico do Facho

    Ponta de São Lourenço

    Localizada no extreme leste da ilha, a Ponta de São Lourenço é um dos lugares mais lindos da ilha. É possível fazer uma trilha na Ponta de São Lourenço e apreciar paisagens espetaculares da ilha.

    o que fazer na ilha da madeira
    Ponta de São Lourenço

     Leia também  

4) Curral das Freiras

Se eu tivesse alugado um carro, com certeza teria encaixado o Curral das Freiras junto com a Câmara dos Lobos. Esse foi um passeio de meio-dia: conheça o Curral das Freiras.

Não se sabe ao certo se o caldeirão onde fica o Curral das Freiras foi formado pela erosão ou por atividade vulcânica. Reza a lenda que o lugar recebeu esse nome, porque quando a ilha era atacada por piratas, as freiras levavam mulheres jovens e crianças para esse lugar de difícil acesso na ilha. Só elas sabiam o caminho.

curral das freiras

Durante o passeio, também passamos pelo Pico dos Barcelos e Eira do Serrado.

5) Trilhas/Levadas/Veredas

Outra atividade bastante comum e procurada na Madeira é a realização de trilhas. São muitas as opções, mais de 2 mil km de trilhas para ser mais exata. Há desde trilhas leves de poucos km a trilhas mais difíceis com duração de um dia inteiro. As paisagens são incríveis. Vale a pena pesquisar e ver quais trilhas mais te atraem e se você tem condicionamento físico para realizá-las.

Boa parte das trilhas possuem levadas. Levada é o nome dado a um canal de irrigação ou aqueduto ladeado por um percurso pedestre. Por isso é comum escutar os madeirenses comentando das "caminhadas na Levada" ou "Levada Walks".

Eu escolhi fazer a Levada do Castelejo, uma trilha muito tranquila de apenas duas horas. O trajeto é muito bonito.

levada do castelejo
Levada do Castelejo

E as trilhas comuns que não estão à margem dos canais recebem o nome de "veredas', como, por exemplo, a trilha do Pico Ruivo e a Ponta de São Lourenço.

É possível fazer boa parte das trilhas de forma independente e sem guias. Mas saiba que praticamente todas as agências de turismo locais oferecem passeios e trilhas com guias (caso prefira essa opção).

Resumo de o que fazer na Ilha da Madeira

✓ Conheça a encantadora Funchal.

✓ Visite o lado oeste da ilha: Câmara dos Lobos, Cabo Girão, Porto Moniz, Ribeira da Ilha, Encumeada, entre outros.

✓ Aprecie o exótico lado leste da ilha: Pico do Areeiro, Faial, Santana, Pico do Facho, Ponta do São Lourenço, entre outros.

✓ Visite o Curral das Freiras. 

✓ Faça uma das inúmeras trilhas (levadas ou veredas".

✓ Aproveite as praias e piscinas naturais da ilha. 

ilha da madeira

Lembrou do seguro viagem? Ele é obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado Schengen. Nos demais países também é recomendável a contratação, pois não podemos prever incidentes. Leia sobre minha internação na Tailândia. No caso dos Estados Unidos, por exemplo, o custo médico diário de uma internação fica na faixa dos U$2.000 (caríssimo). Além disso, o seguro é super útil nos casos de cancelamento de viagem e extravio de bagagem. Você pode cotar na Seguros Promo sem compromisso e, caso opte pela contratação, ainda tem um desconto extra de 5% utilizando o cupom PRECISOVIAJAR5.


Cada vez que você reserva algo com um dos nossos parceiros recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter atualizado e com novas dicas de viagem.

Deixe um Comentário