O Vale dos Vinhedos no Rio Grande do Sul é chamado por muitos de a “Toscana Brasileira”. A região fica na Serra Gaúcha e fica no triângulo formado pelas cidades de Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul. Na verdade, Bento Gonçalves acaba atraindo a maioria dos turistas por ser mais famosa e concentrar algumas das vinícolas mais conhecidas do Brasil. Mas se você é fã de espumantes, vale a pena incluir uma esticadinha até Garibaldi. Veja então o que fazer no Vale dos Vinhedos e arredores.

O que fazer no Vale dos Vinhedos no Rio Grande do Sul

Vinícolas

Reserve seu hotel no Vale dos Vinhedos com condições especiais.

Para os amantes de vinhos, a resposta é: visitar o máximo de vinícolas possíveis. Infelizmente, a região não conta com uma estrutura muito boa de traslados e passeios privados. Conversei com alguns donos de vinícolas e eles me disseram que o Uber ainda está chegando na região. E tudo que vi de transporte privado estava mais na linha de ônibus de excursão, passando apenas pelas vinícolas mais famosas e era turismo em massa. Até pode ser uma boa opção para quem não dirige, está viajando sozinho (a) e/ou dirige, mas quer beber.

Tudo isso é para dizer que é extremamente recomendável alugar um carro para circular pelo Vale dos Vinhedos. Obviamente o motorista deverá ficar de fora de todas as degustações de vinhos, pois todo esse caminho é feito por estradas intermunicipais. Se beber, não dirija!

Como escolher as vinícolas para visitação

Vai muito de gosto pessoal, pois são muitas as opções. Se você tiver algum vinho preferido aqui no Brasil, vale a pena ver se é da região do Vale dos Vinhedos e se é possível visitar a vinícola.

Caso não tenha preferência ou não entenda muito de vinhos, eu indico as seguintes vinícolas:

Vinícola Miolo – Vale dos Vinhedos

Na minha opinião, é a vinícola mais bonita e durante os finais de semana você pode fazer um piquenique pelos jardins no chamado “Wine Garden”. As visitas são um pouco tumultuadas, então eu recomendo só apreciar a paisagem mesmo, curtir o Wine Garden e dar uma espiada na loja. Às vezes encontram-se bons preços.

o que fazer no vale dos vinhedos

o que fazer no vale dos vinhedos

Vinícola Lídio Carraro – Vale dos Vinhedos

É a vinícola ao lado da Miolo. É uma vinícola bem pequena. Ao contrário das demais, a visita é mais para entender a história da vinícola e da família Carraro seguida de uma degustação. Como não é tão popular entre os turistas, a visita é bem personalizada e a degustação voltada para a preferência do grupo. A visita e degustação custa R$25 por pessoa e esse valor é descontado das compras (caso você compre algum vinho na loja).

Casa Valduga – Vale dos Vinhedos

De todas as visitas que fiz, a da Casa Valduga é a melhor. Recomendo muito se você quer entender um pouco mais sobre a produção de vinhos, estocagem e comercialização. E a parte dos vinhedos (para quem faz a visita) também é muito bonita. Custa R$40 por pessoa, os tours saem de hora em hora, você ganha uma taça e ainda pode degustar alguns vinhos no final (de acordo com a sua preferência). Caso não tenha tempo para a visita, pode apenas degustar os vinhos por R$20.

o que fazer no vale dos vinhedos

o que fazer no vale dos vinhedos

Vinícola Peterlongo – Garibaldi

Para quem curte espumantes, vale muito a pena visitar a vinícola Peterlongo. A visita com degustação custa R$20 por pessoa e você ganha uma taça e R$10 de desconto na loja.

o que fazer no vale dos vinhedos

o que fazer no vale dos vinhedos

Caminho de Pedras – Bento Gonçalves

Outro passeio muito legal para fazer na região do Vale dos Vinhedos é o Caminho de Pedras, um caminho que tem como objetivo resgatar e preservar a cultura dos imigrantes italianos. Vale a pena parar e almoçar em um dos restaurantes. É também uma ótima pedida para quem está em busca de produtos artesanais.

o que fazer no vale dos vinhedos

Passeio Maria Fumaça

Acredito que essa seja a melhor opção para quem vai para a Serra Gaúcha com crianças. Um passeio gostoso, com duração de uma hora e meia e que percorre as cidades de Bento Gonçalves, Garibaldi e Carlos Barbosa.

Essas são apenas algumas dicas o que fazer no Vale dos Vinhedos. A região é realmente um encanto e uma perdição para os amantes de vinhos, massas e galeto.

Importante

Lembrou do seguro viagem? Ele é muito importante e obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado de Schengen e também em Cuba e Venezuela. Nos demais países também é recomendável a contratação, pois não podemos prever incidentes. Leia sobre minha internação na Tailândia. No caso dos Estados Unidos, por exemplo, o custo médico diário de uma internação fica na faixa dos U$2.000 (caríssimo). Para os EUA a contratação de um seguro com cobertura de U$1 milhão não é exagero. Além disso, o seguro é super útil nos casos de cancelamento de viagem e extravio de bagagem (para citar alguns exemplos). Uso o seguro da Assist Card há anos (faça sua cotação). Precisei utilizar 4 vezes durante minha volta ao mundo e sempre fui muito bem atendida. Você pode cotar com eles sem compromisso e, caso opte pela contratação, ainda tem 5% de desconto utilizando o cupom PRECISOVIAJAR5.